14 de jan de 2016

SERÁ QUE O SENHOR JERÔME VALCKE FEZ O BRASIL DE BOBO? ACHA QUE NÃO? TINHA GENTE QUE NÃO QUERIA OUTRA COISA. (EDIÇÃO AO FINAL, EM 03/06/2016).

Ouço muita gente dizer que são burros os dirigentes brasileiros de coisas de massa - desde o futebol até a República. Burros somos nós, que toleramos tudo o que nos impingem.
O tema é exatamente o Senhor Jerôme Valcke. Cansou de falar besteira, sem que qualquer autoridade brasileira se manifestasse. Da CBF ou da República. Falou de falta de estrutura de hospedagem, como se cada apartamento de hotel tivesse de hospedar uma única pessoa; falou que o Brasil (ou o brasileiro, ou os dirigentes, sei lá) "merece um chute no trazeiro"; e achou de se meter a mentor de manifestações populares, no Brasil, criticando grandes ações e gastos maiores com a copa do mundo e deficiência de estruturas essenciais aos brasileiros no dia a dia. Cadikim comentou em http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2014/05/mas-quem-sao-esses-caras-fifa-esta.htmlFora uma ou outra crítica à conduta do então todo-poderoso Senhor Jerôme Valcke, vice presidente da FIFA, tudo seguiu como se aquele senhor não tivesse abusado.
Jerome ValckePois não é que o mesmo Senhor Jerôme Valcke - nem tão poderoso agora - vem de ser demitido da FIFA? Não preciso reproduzir os motivos nem os possíveis desdobramentos aqui porque o assunto está sendo espalhado por aí, farta e detalhadamente.
Então por que estou abordando aqui? Simplesmente para dizer que ou os dirigentes da CBF e da República são burros ou, não sendo, sabiam com quem estavam lidando. Prefiro a segunda hipótese. Muita grana e muito interesse político rolando. Pra que incomodar o moço?


Foto: FOX SPORTS - FOOTBALL
http://www.foxsports.com.au/football/fifa-secretary-general-jerome-valcke-says-brazil-world-cup-organisers-are-dragging-the-chain/story-e6frf423-1226288076002

EDIÇÃO EM 03/06/2016:

Leio em "Isto é - Dinheiro" (http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20160603/fifa-denuncia-enriquecimento-pessoal-blatter/379704) de hoje:

"O ex-presidente da Fifa Joseph Blatter e dois de seus colaboradores mais próximos, Jerôme Valcke e Markus Kattner, dividiram 80 milhões de dólares 'em um esforço coordenado de enriquecimento pessoal' através de contratos e compensações, ao longo dos últimos cinco anos, indicou nesta sexta-feira a entidade."

Leia-se o eufemismo "esforço coordenado de enriquecimento pessoal" como: "Formação de Quadrilha".

Código Penal Brasileiro, art. 288. Associarem-se três ou mais pessoas, para o fim específico de cometer crimes (Redação dada pela Lei nº 12.850, de 2.013). Pena - reclusão de 12 (um) a 3 (três) anos (Redação dada pela Lei nº 12.850, de 2.013).

E como "deram moral" para esse cara aqui no Brasil, quando dos preparativos para a Copa do Mundo de 2014. Será que os três estavam sozinhos ou a quadrilha era maior?
Postar um comentário