31 de ago de 2017

TEMER ME CONFUNDE: DIZ QUE DECRETO DA RENCA "É DE UMA SINGELEZA ÍMPAR";


Não vim aqui deitar água no chocolate alheio. Mas não posso concordar com o presidente, uai. Disse que o decreto "é de uma singeleza ímpar".
Então, sô, pra que dois decretos? Primeiro, baixou o Decreto nº 9.142/2017, de 22 de agosto, extinguindo a Reserva Nacional do Cobre, criada por um outro decreto, em 1984. O Decreto 9.142 foi lavrado em apenas quatro artigos, sem qualquer considerandum, num curto e grosso Artigo 1º: "Fica extinta a Reserva Nacional do Cobre e seus associados...".
Os ambientalistas levantaram a bola e o presidente achou de baixar outro decreto, o Decreto 9.147/2017, de 28 de agosto (apenas seis dias depois), revogando o Decreto nº Decreto 9.142. Esse novo decreto sim, com sete consideranda (acho que é assim mesmo, corrijam aí os latinistas), uma delas contrariando o que declarou o presidente, na China, que "...é de uma singeleza ímpar":


.......................................................................
"Considerando a necessidade de melhor explicar o que é a Reserva Nacional de Cobre e seus Associados - Renca, localizada nos Estados do Pará e do Amapá, constituída pelo Decreto nº 89.404, de 24 de fevereiro de 1984, e o porquê de sua extinção;
......................................................................;,

DECRETA:"

Daí, seguem-se oito artigos (e não apenas os quatro do decreto revogado, aqueles sim, singelos), agora seguidos de incisos e parágrafos, o primeiro artigo revogando expressamente o Decreto nº 9.142.
A meu ver, o primeiro decreto ocultava alguma coisa.
O art. 2º indicava que "a extinção de que trata o art. 1º não afasta a aplicação de legislação específica sobre proteção da vegetação nativa, unidades de conservação da natureza, terras indígenas e áreas em faixa de fronteira". Sem qualquer detalhamento.
Já o segundo decreto, em seu art. 3º, determina que "nas áreas da extinta Renca onde haja sobreposição parcial com unidades de conservação da natureza ou com terras indígenas demarcadas fica proibido, exceto se previsto no plano de manejo, o deferimento de: I - autorização de pesquisa mineral; II concessão de lavra; III - permissão de lavra garimpeira; IV - licenciamento, e V - qualquer outro tipo de direito de exploração minerária."
Uai! Então - como dizia Stanislaw Ponte Preta - parece que tinha linguiça debaixo do pirão".
Ó que beleza! E é só um pedacim!
Por que o primeiro decreto falou nada disso? E porque o novo decreto resolveu explicar e até falar em competência para determinados atos administrativos, não tendo eu conhecimento para entender, porque não explicita as autoridades competentes, que provavelmente estarão explicitadas em outras normas, isso com certeza para dificultar o entendimento pelas pessoas em geral, que, como eu, não pretendam garimpar.
Vai mais longe: no art. 9º, cria o Comitê de Acompanhamento das Áreas Ambientais da Extinta Renca, no âmbito da Casa Civil da Presidência da República (onde, se não me engano, dizem que o mensalão foi gerado).
Uai, sô! que singeleza é essa, se foi preciso explicar, detalhar, e até criar um comitê, não contemplado no decreto revogado.
E que ímpar é essa singeleza, se foi preciso editar dois decretos? Dois é par, uai!

Imagem: xapuri SOCIOAMBIENTAL.
https://www.xapuri.info/ameacas-ambientais/reserva-do-cobre-amazonia/

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - ANTONICO


"Ele é aquele que na escola de samba
toca cuíca, toca surdo e tamborim.
Faça por ele como se fosse por mim."



Estátua no Estácio



Ismael Silva em "Antonico"






Para ouvir com o autor:  letras.
https://www.letras.mus.br/ismael-silva/389201/#radio:ismael-silva


Para ouvir com Gal Costa: vagalume.
https://www.vagalume.com.br/gal-costa/antonico.html


Imagem: Sarau para Todos
http://sarauxyz.blogspot.com.br/2016/11/ismael-silva-se-voce-jurar-100-anos-de.html#.WahS27KGOUk

30 de ago de 2017

"TEM GENTE QUE QUER PARAR O BRASIL". E JÁ NÃO ESTÁ PASSANDO DE HORA?

image031Penso, sim, que, pelo andar da carruagem, já passou da hora de parar o brasil - esse brasil aí que os políticos e os ocupantes de cargos públicos (preferem a expressão "detentores de cargos") andam impingindo à Nação. Um brasilzim diminutivo, que é o que nos apresentam.
Pensando por mim, claro, não é esse o brasil que queremos. Queremos o Brasil do Hino Nacional, da Constituição Federal, e dos pronunciamentos em campanhas políticas.
Não a esse brasil dos discursos ufanistas, da corrupção, da cara de pau, do cinismo, que políticos nos trazem!
Antes de se despedir para a China, Michel Temer, depois de afirmar que "tem gente que quer parar o Brasil", declarou, enfático, num mal arranjado arremedo (antes de me despedir, deixo ao sambista mais novo o meu pedido final), mas sem o mesmo talento, dos sambistas Edson Conceição e Aloísio Silva, em "Não deixe o samba morrer" (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2017/08/nas-letras-de-nossas-cancoes-nao-deixe.html):


"Vai dar certo. Não vamos deixar que a agenda negativa venha abater o nosso ânimo.".

A cara de pau é flagrante. Assisti às declarações de Temer, em vídeo publicado por globo.com - g1 (http://g1.globo.com/politica/noticia/em-video-nas-redes-sociais-temer-diz-que-tem-gente-que-quer-parar-o-brasil.ghtml).
Saliento duas falas:
Primeira: "A herança que nos foi legada pelo governo anterior já está sendo,
corrigida...". Fala como se tivesse nada a ver com o governo anterior.
Segunda: "Temos uma relação comercial com os chineses e isso precisa ser mantido". Ter-se-á (como gosta) lembrado o ilustre presidente do encontro que teve, num cantinho do Palácio do Jaburu, com Joesley Batista? Será que a frase é usada com frequência por Temer? Será um cacoete? Terá um tal Rodrigo Janot prestado atenção a isso?


Imagem: Verdade na Prática.
https://verdadenapratica.wordpress.com/2014/03/27/a-cultura-da-corrupcao-no-brasil/

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - NÃO DEIXE O SAMBA MORRER



"Não deixe o samba morrer,
não deixe o samba acabar."








Edson Gomes da Conceição e Aloísio Silva, em "Não deixe o samba morrer".







Para ouvir com Alcione: vagalume.
https://www.vagalume.com.br/alcione/nao-deixe-o-samba-morrer-feat-cassia-eller.html

Imagem: cifrantiga.
https://cifrantiga2.blogspot.com.br/2011/07/edson-conceicao.html

28 de ago de 2017

25 de ago de 2017

A LIBERDADE, O BEM E O MAL


"A liberdade existe para o bem; o mal, geralmente, escraviza."






Robson Pinheiro, pelo espírito Ângelo Inácio, em "Aruanda" (Casa dos Espíritos Editora).





Foto: Sementes das Estrelas.
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2015/06/robson-pinheiro-especial.html

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - GOSTOSO VENENO


"Se a vida é curta
e o mundo é pequeno,
vou vivendo e morrendo de amor
ai, gostoso veneno."



Wilson Moreira and Nei Lopes, whose musical partnership was one of the most important in the history of samba.




Wilson Batista e Nei Lopes em

"Gostoso Veneno".






Para ouvir com Nei Lopes e Martinho da Vila:
youtube
https://www.youtube.com/watch?v=Unb9FBal11Y


Para ouvir com Alcione: youtube.
https://www.youtube.com/watch?v=3K4NHU3MCYE




Imagem: "Lyrical Brazil"

https://lyricalbrazil.com/2015/04/09/senhora-liberdade-nei-lopeswilson-moreira-and-to-voltando-paulo-cesar-pinheiromauricio-tapajos/

24 de ago de 2017

FÁBIO IMITA VICTOR



Capa
FOTO: STILO: http://www.radiostilo.com/index.php/noticias/esporte/hoje-e-dia-de-sao-victor-um-ano-da-canonizacao-do-goleiro?nocache=1503598626


Foi na Libertadores de 2013 que Victor vez aquela defesa sensacional, em cobrança de pênalti, saltando no canto direito e, no voo, rebatendo a bola com o pé esquerdo. Nem precisaria de imagem. Todo mundo lembra.
Ontem, Fábio repetiu Victor, em jogo do Cruzeiro contra o Grêmio. Quinta cobrança da série de pênaltis, eis que Fábio salta para o mesmo lado direito, com Luan chutando no meio do gol. A perna esquerda de Fábio salvou o gol e garantiu o Cruzeiro na semifinal.


FOTO: "NÓS SOMOS CRUZEIRO"http://blogs.uai.com.br/nossomoscruzeiro/2017/08/24/temos-paginas-heroicas-imortais/


23 de ago de 2017

LEMBRANÇAS DE AMIGO


Vinha eu distraidamente pela calçada, como que passeando, quando vejo, em uma lancheteria (as palavras mudam...) um fusca amarelo, sem capô, cuja base estava florida, flores plantadas na carcaça.
Lembrar-me de meu amigo Ausier foi um átimo. Quase tão rápido quanto o Brasileirinho, na palheta ágil de meu amigo.
A lembrança ornamentou minha alma. Só pensamento bom.
Obrigado, Ausier!



22 de ago de 2017

COMEMORAÇÕES DE GOLS NÃO SÃO DE PAZ

Preocupa-me, há algum tempo, ver jogadores de futebol comemorando gols com gestos de "matar". Pode ser consequência da criatividade de narradores e comentaristas esportivos, que passaram a chamar goleadores de "matadores". Pode ser porque, em alguns casos, significa "matar o jogo". E falam que dão a vida pela paz no futebol.
Penso que o primeiro que vi fazendo isso foi o Diego Tardelli, que encenava estar disparando seguidamente revólveres representados pelos dedos indicadores das mãos. Fato é que a moda pegou e não demorou muito para ver goleadores "manejando" metralhadoras. Dias atrás, vi o Malcom, ex-Corinthians, disparando uma metralhadora, após marcar seu segundo gol em uma partida (golaço, por sinal). Vi ontem, no jogo Fluminense x Atlético Mineiro, e tenho visto repetidas vezes, o Henrique Dourado - já devidamente cognominado "O Ceifador" - fazendo gesto de degolar alguém.
Acho isso tudo nada bom. Uns parecem comemorar a bandidagem disparando armas, indiscriminadamente, e o Henrique Dourado parece imitar agentes do Estado Islâmico degolando adversários. Estabelece-se um ambiente de violência e não sei se isso pode ser transmitido à torcida, ou, pelo menos, sugerido.
Tenho visto, também, jogadores marcando e comemorando com expressões de ódio.
Incomoda-me ver vários desses jogadores - de tudo o que está aí em cima - ajoelhando-se e apontando para o céu. Vejo incompatibilidade.
Gostei mais de ver o grande sorriso do Valdívia, ao fazer, no mesmo jogo, o seu primeiro gol com a camisa do Galo: um grande e demorado sorriso, bem escancarado. Vi a expressão como alegria, satisfação, jamais como deboche ou depreciação do adversário. Acho que isto não cria animosidade e ajuda mais o esporte.


Imagem: globo.com - g1
http://globoesporte.globo.com/rj/futebol/brasileirao-serie-a/jogo/21-08-2017/fluminense-atletico-mg/

21 de ago de 2017

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - FAVORITA DO SULTÃO



"Todo grande amor tem a vida de uma flor."





Antônio Nássara
Nássara


Nássara e José Batista em "Favorita do Sultão".






Para ouvir com Déo: youtube.
https://www.youtube.com/watch?v=xTJRrbQ3h1s

Imagem: EBC - TV BRASIL.
http://tvbrasil.ebc.com.br/musicograma/episodio/homenagem-a-nassara


NOTA DO BLOGUEIRO: Marchinha da minha infância, já carnavalesca.
Encontro na página do áudio, com foto de Déo, comentário de Samuel Machado Filho: "Marchinha do carnaval de 1949, de autoria de Nássara e José Batista. Gravação de Déo, feita na Continental em 6 de outubro de 48 e lançada um mês antes dos festejos momescos, em janeiro, disco 15976-B, matriz 1971."

19 de ago de 2017

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - COISAS DO CARNAVAL


"Quando falei com ela,
meu Deus, que decepção!
A tal morena se denominava
Quincas Peroba Xisto d'Assunção."


Arquivo Cultura homenageia Ary Barroso


Ary Barroso, em "Coisas do Carnaval".





Para ouvir com Quatro Ases e um Coringa.
https://www.letras.mus.br/ary-barroso/682477/

Imagem: PORTALCULTURA.

http://www.portalcultura.com.br/node/48146

17 de ago de 2017

REFORMA POLÍTICA: UM "SHOW" DE AUTO-AJUDA! MUITO DESAVERGONHADO, POR SINAL.

Fale quem quiser que há políticos honestos. Mas que esses também deixam passar "jabotis", deixam. Deve ser porque são em número muito menor (são precisos três quintos dos parlamentares para aprovar uma emenda constitucional). Logo, os pelo menos bem intencionados não devem chegar a dois quintos.
Para começar, repito o que disse há algum tempo: não precisamos de reforma política, mas de reforma dos políticos. Com esse pessoal que está aí, sem chance. Como não sei se publiquei, fui pesquisar se não estava plagiando. Encontrei em "Luiz Flavio Gomes.com" (http://luizflaviogomes.com/reforma-politica-ou-reforma-dos-politicos/): "Reforma política ou reforma dos políticos?". Li e achei o texto interessante, vale a pena ler. Mas não o plagiei nem ele me plagiou. Não sabia da existência dele. Nem ele da minha. E o importante mesmo é a ideia.
Estamos próximos de uma proposta de reforma política. Nem vou discutir os valores que pretendem aportar para a campanha de 2018, além do que já recebem do fundo partidário, mesmo às voltas com a proposta de fixação do novo déficit orçamentário. Chamo em meu socorro apenas um texto que fiz publicar no cadikim, em fevereiro de 2013 (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2013/02/vocacao-precoce.html), do qual apresento a conclusão, dita a um garoto:

"Você acaba de revelar uma evidente vocação para presidente da república, governador de estado, prefeito, deputado federal ou estadual, senador, até ministro: não sendo seu o dinheiro, vale fazer o que você quiser."

Mas acho que tem coisa "mais pior" (como dizia o Stanislaw Ponte Preta): além de muito dinheiro público (sacado das nossas misérias), querem "doações ocultas". Ô sô do céu! Já queriam oficializar o caixa dois. Agora arranjaram um nome palatável para ele! Nem lhes passa pela cabeça o dispositivo do art. 37 da Constituição Federal, recomendando que um dos princípios da administração pública é a publicidade. Também, sô, essa tal de Constituição é uma chata!
É! Com essa gente que está aí, é mato sem cachorro, com tigre, leão, jararaca, e jaboti, que também é elemento da natureza política.

Imagem: paraiba.com.br.
http://www.paraiba.com.br/2015/09/14/42788-mascarando-a-corrupcao-reforma-politica-oficializa-doacao-oculta

16 de ago de 2017

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - TEMPO DE DONDON


"Sutiã chamava-se porta-seios,
revista pequena gibi (i),
no tempo que Dondon jogava no Andaraí."




O sambista Nei Lopes


Nei Lopes em "Tempo de Dondon".






Para ouvir na versão original, com Zeca Pagodinho: Vagalume.
https://www.vagalume.com.br/zeca-pagodinho/tempo-de-don-don.html

Para ouvir na versão atualizada, com Nei Lopes e Dudu Nobre: letras.
https://www.letras.com.br/nei-lopes/tempo-de-dondon


Imagem: Jornal do Brasil.

http://www.jb.com.br/anna-ramalho/noticias/2012/01/20/nei-lopes-comeca-o-ano-com-pe-direito/

15 de ago de 2017

10 de ago de 2017

O QUE HÁ COM O GALO, AFINAL?

Clube Atletico MineiroA mídia qualificava o Atlético Mineiro como um dos candidatos ao título do Brasileirão 2017. Todos diziam que o time tem elenco. O Galo faturou o Mineiro deste ano. E parou por aí. Para animar a torcida, a mídia anunciava que o time fez a melhor campanha da fase de grupos, na Libertadores. Verdade. Mas desandou no Brasileirão. Tem muito pouco daquele time que conquistou a Libertadores, cuja tática, a meu ver, era mais de ligação direta, com Victor mandando a bola da meta ao ataque, o Jô ganhando as bolas altas que amaciava para Ronaldinho Gaúcho, Tardelli e Bernard, um ataque pra lá de ágil. O restrito repertório era muito bem executado pela habilidade e a juventude, além do enorme talento de Ronaldinho.
Como mais de duzentos milhões de brasileiros, sou metido a entender futebol. Penso, há muito tempo, que qualquer time de futebol deve ter no elenco - e em campo, principalmente - um percentual pequeno de jogadores muito experientes, um percentual médio de experientes e um percentual maior somando inexperientes e pouco experientes. Teoria pura, porque não vi isto aplicado. Mas vi muito time jovem com um só "velhinho" no meio jogando muito bem, porque, se fosse craque com "C" o "velhinho", a experiência pesaria muito a favor do time, aliada à juventude dos companheiros. Penso, também, que um meio de campo deve ser composto por um volante que tenha velocidade, um "armador" inteligente e habilidoso, com visão ampla de campo (elemento praticamente extinto, atualmente), e um ataque rápido. Volto a 1958 e encontro Didi comentando que "no futebol moderno, quem corre é a bola", o que me incomodou, mesmo jovem para entender, porque achei que Didi esqueceu-se de completar: "...a bola e Pampolini, Garrincha, Paulo Valentim, Amarildo e Zagalo (havia, ainda, Edson e Quarentinha), no Botafogo, e Zito, Garrincha, Pelé, Vavá e Zagalo, na seleção brasileira". Todos voando rasteiro. Em 62, quase repeteco; em 70, fórmula parecida, com Piaza, Clodoaldo, Gerson, Tostão, Rivelino e Jairzinho - o Furacão da Copa. Não estou comparando jogadores, mas analisando a formação de um time.
Volto à realidade, ao time do Galo. Não tem um ataque ágil como o da Libertadores de 2013. E não tem um meio de campo dinâmico. Não há jogadas de transição com a frequência que qualquer jogo requer. Vejo um outro fator, que já se arrasta há algum tempo e que, neste ano, agravou-se. O time do Galo está velho. Preconceito? Jeito nenhum! Encontro em globo.com, dezembro/2016,(http://globoesporte.globo.com/futebol/times/atletico-mg/noticia/2016/12/media-de-idade-do-time-e-desafio-para-o-atletico-mg-na-proxima-temporada.html) que "Média de idade do time é desafio para o Atlético-MG na próxima temporada". Fala da média de idade de 30 anos do time titular.
Faço uma consulta rápida na rede encontro, no time que entrou jogando ontem: um jogador com mais de 35 anos; dois com mais de 32; três com mais de 30; três com mais de 25 e dois com menos de 25. Gabriel - único aproveitamento da base - está com 22. É quem deixa a média de idade do time em 29,27. Se excluirmos Gabriel, a média irá para os 30. Mais da metade do time está acima dos 30 anos. Tenho comentado com amigos (atleticanos às vezes desencantados), que o time tem sofrido e até perdido jogos nos últimos quinze minutos.
A esperança, agora, é o Brasileirão, a busca do G6, para a próxima edição da Libertadores. Mas o time é o mesmo.

Imagem: clickgrátis - fotos & imagens.
http://www.clickgratis.com.br/fotos-imagens/search/?q=clube+atletico+mineiro

9 de ago de 2017

A EQUAÇÃO PERFEITA

Debatemo-nos em discussões infindáveis, uns tomando o partido do governo, outros o da oposição. Uma equação que não fecha, porque não se entendem.
Prefiro a equação que me foi transmitida por um conhecido: um japonês trabalhador, em Carmo do Paranaíba, comentando os conflitos políticos:



Dilma fica, Nakao trabalha. Dilma sai, Nakao trabalha. Temer fica, Nakao trabalha. Temer sai, Nakao trabalha.

Imagem: CANAL RURAL.
http://www.canalrural.com.br/noticias/noticias/fpa-diz-que-trabalhador-rural-nao-podera-ser-pago-com-casa-comida-67200

LUAR DE AGOSTO NO MOCAMBO PATOS DE MINAS




Um escândalo! Uma lua fingida de tímida escondendo-se atrás dos galhos e das folhas das árvores.

CÂMARA E MÚSICA DE CÂMARA


Na última segunda feira, assisti a um recital
 de música de câmara. Apesar de ter ouvido essa expressão muitas vezes, não sabia a origem e o significado da expressão "música de câmara". Apelei para a a rede. Encontrei em "MÚSICA EM TRANCOSO" (http://musicaemtrancoso.org.br/saiba-o-que-e-musica-de-camara/):


"Música de câmara é a música erudita composta para um pequeno grupo de instrumentos ou vozes que tradicionalmente podiam acomodar-se nas câmaras de um palácio. Atualmente, a expressão é usada para qualquer música executada por um pequeno número de músicos."

Não pude evitar pensamentos bestas: por que é, então, que a Câmara dos Deputados é enorme e o número deles atinge mais de meio milhar? Talvez se a câmara fosse mesmo câmara (dependência pequena de um palácio), poderíamos diminuir o número de deputados a um patamar  de necessidade real. Tem deputado demais, sô! O número deles - 513 - já me incomoda bastante, porque, tendo a Constituição Federal previsto votações necessárias de dois terços, a ideia de terço remete-me ao desnecessário terço eleitoral: 171. Número que não remete a coisas boas e saudáveis.
Por outro lado, penso que no caso dos políticos, há fatores que impedem o enquadramento da câmara dos deputados na ideia de música de câmara: talvez não sejam eruditos; talvez não sejam compositores e nem músicos, portanto, não irão compor nem tocar para soberanos.
Ah! Deve ser isto. Os soberanos são eles. Então, alguém que toque para os soberanos.
Esse "alguém", sabemos quem somos.

4 de ago de 2017

ATÉ AONDE VAI NOSSA FRAGILIDADE? ESTAMOS, MESMO, NO MATO SEM CACHORRO?

Assisti, estarrecido, a uma entrevista do Deputado Rodrigo Maia para a Globo News, na manhã seguinte à votação do pedido de autorização ao STF, para processar a denúncia da PGR contra Temer. Lembro-me da matéria mas preferi buscar informação dos termos. Encontro em "Redação Pragmatismo" (https://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/08/rodrigo-maia-chora-e-diz-que-tinha-poder-para-derrubar-michel-temer.html) relato que coincide com o que ouvi. Transcrevo:

"Truculência § Em um outro desabafo após a Câmara rejeitar a denúncia contra Temer, Rodrigo Maia reclamou da ação 'truculenta' e 'desrespeitosa' de assessores do peemedebista quando o democrata era cotado como sucessor no Planalto. § 'De fato, em torno do presidente, houve uma relação muito ruim comigo, muito desrespeitosa, mas o tempo vai resolver isso', disse Rodrigo Maia em entrevista para a Globo News. § 'Um processo como esse, nunca tinha acontecido no Brasil, é um aprendizado. Mas não posso negar que atos de alguns assessores do presidente foram muito truculentos, muito duros contra a minha pessoa. Um deputado que sempre foi leal ao governo, que foi desconvidado para ser líder do governo e mesmo assim continuou votando com o governo, foi eleito presidente da Câmara na primeira eleição, apesar do governo, com a construção que fiz aqui na Câmara dos Deputados', desabafou. § 'Na segunda, com o apoio do governo. Eu nunca esperei que o entorno do presidente fosse jogar tão baixo comigo. Isso eu não posso deixar de falar. Mas eu tenho certeza que o tempo resolve todos esses problemas. O mais importante é que a Câmara dos Deputados tem um protagonismo enorme na agenda de reformas e esse é o desafio que eu assumi', completou."

Primeiro que tudo, quero entender que a lealdade de um deputado federal - principalmente o presidente da câmara - tem de ser com o povo, que lhe outorgou esse poder. Quero pensar, também, que o povo não pode ser tratado com grosserias, truculência e outras formas relatadas pelo representante desse povo. 
Sessão especial para votação do parecer do dep. Jovair Arantes (PTB-GO), aprovado em comissão especial, que recomenda a abertura do processo de impeachment da presidente da RepúblicaNão consigo entender como é que uma autoridade de tal gabarito, Presidente da Câmara dos Deputados - instituição que representa, em seu todo, a Nação Brasileira - deixa-se constranger com "jogo baixo", "truculência", "desrespeito" que afirmou ter sido o tratamento de "alguns assessores do governo". Entendo que o resultado disso é a absoluta insignificância e fragilidde do Povo Brasileiro - Zé Povinho, para muitos - já que o chefe da instituição que a representa não se sente forte o suficiente para repelir tal tipo daquilo que disse ter sido agressão.
Já desconfiava, mas vejo na afirmação verbal dessa autoridade que estamos, de fato, "no mato sem cachorro".

Imagem: CÂMARA DOS DEPUTADOS.
http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/POLITICA/507325-CAMARA-AUTORIZA-INSTAURACAO-DE-PROCESSO-DE-IMPEACHMENT-DE-DILMA-COM-367-VOTOS-A-FAVOR-E-137-CONTRA.html

NAS LETRAS DAS NOSSAS CANÇÕES. PROMESSA.




"Andou chuviscando, andou peneirando, chover não choveu."








Custódio Mesquita, em "Promessa".







NOTA: Na letra cantada por Ângela Maria, está escrito "Livre do sol então expulso deste céu para mim". Na letra que se encontra na página com a versão instrumental (orquestra de Custódio Mesquita), está escrito "Livre do sol então expulso deste céu de anil". Acho que essa versão é coerente, a ideia salientando a rima. Ambas as versões apresentadas na página de "VAGALUME".



Para ouvir com o autor (instrumental):
https://www.vagalume.com.br/custodio-mesquita/promessa.html

Para ouvir com Ângela Maria:
https://www.vagalume.com.br/angela-maria/promessa.html

1 de ago de 2017

DIÁLOGO NADA IMPROVÁVEL NOS PANORAMAS DA CRIMINALIDADE

Dinheiro foi encontrado em fundo falso de caminhonete (Foto: Aplicativo TEM Você)O cara é preso, provavelmente por envolvimento com tráfico. No carro em que estava foi encontrada vultosa quantia em dinheiro, notas de 100 e de 50. Deu-se o seguinte diálogo:

Policial: Qual a origem desse dinheiro todo?
Preso: Não sei. Mas com certeza o meu advogado poderá me explicar.


Imagem: globo.com g1
http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2015/04/policia-encontra-r2-mi-em-dinheiro-em-fundo-falso-de-caminhonete.html