30 de jun de 2014

DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Querido diário,



Continuo um pouco enjoadinha. Acho que os ovinhos estão a caminho. Passo o tempo escondidinha no meu canto. Fiquei muito emocionada, hoje, porque, já pela manhã, meu querido andou por aqui. Pousou imponente em uma antena, no telhado próximo, vigilante, protetor.
O paparazzi continua bisbilhotando.
Despisto-o, mexendo-me muito no ninho, quando ele chega à janela. Quero vê-lo muito curioso e sempre sem certeza sobre o que está rolando.
A noite veio chegando e o paparazzi não dava sossego. Jogou um facho de luz em cima de mim. Mas não consegue ver meu amado, que está de lado, meio escondido, ainda me protegendo. Pode ser que passe a noite por aqui. Estou
precisando muito de uma boa companhia.

DERROTA HERÓICA

A dura vida de ser uma quase-zebra
Getty Images
Não sei se a expressão tem cabimento. Mas o que vi, no jogo Alemanha x Argélia foi um empenho, uma enorme garra, um esforço sobre-humano da Argélia. O que se costuma chamar, modernamente, de "entrega". Foi muito mais do que isso. Quem não viu perdeu um bom jogo, oportunidade de emocionar-se muito. Um time caindo aos pedaços, cansadíssimo, esgotado, lutando ainda no final do final. Sempre com um mínimo de consciência, passes ainda aproveitáveis, jogadas calmas, seguindo uma orientação técnica segura, mesmo em condições adversas. Por isso tudo a Argélia foi premiada por um golaço, no final da prorrogação. Lembra-me Rudyard Kipling, no poema "Se", "If" no original:

"Se és capaz de dar, segundo por segundo,
ao minuto fatal todo valor e brilho,
tua é a terra, com tudo o que exite no mundo
e ainda o que é muito mais: és um homem, meu filho."

Por mim, os jogadores argelinos merecem a referência.

Foto: FIFA.com
Getty Images

JUIZ NÃO ACERTA UMA

homer3Pelo menos é a impressão que tenho, assistindo aos jogos. Quando o juiz apita uma falta, nunca foi falta para o faltoso e merece amarelo para o adversário. In illo tempore (naquele tempo; segundo meu saudoso professor Betâmio Paraíso, "no tempo do Nilo"), voltando: in illo tempore em que só o capitão do time podia dirigir-se ao árbitro, reclamava-se menos. Agora, qualquer jogador não só reclama, como dá de braços, revoltado, como, pior ainda, louva o juiz acintosamente.
No jogo Alemanha x Argélia, um craque alemão empurrou o adversário, mão aberta sobre as costas dele. O juiz apitou. O alemão, muito do novinho, bonitinho, cara de bom menino, falou (não sei o que porque a tv não captou o som, e porque, tivesse captado não adiantaria nada que eu não entendo alemão), gesticulou, insistiu, tudo sorrindo, maior cabritinho.
Depois, um argelino, Haliche, se não me engano (não vou consultar; guardei o nome apenas porque, na hora em que o locutor falou, deu-me vontade de comer pizza), então Haliche fez uma falta clara, que até poderia dar cartão e, ante a admoestação do juiz, justificou, ponderou, fez gestos de absoluta inocência.
É! Os juízes estão péssimos! Ou meio péssimos porque ora agradam a uns e desagradam a outros, ora vice-versa.

Imagem: UOL esporte
http://uolesporte.blogosfera.uol.com.br/2014/03/31/simpsons-surpreendem-com-realismo-sobre-a-copa-e-poem-fifa-como-vila/

NEM BEM TINHA ACABADO DE COMENTAR...

franca-nigeria-234Pois é. Mal o cadikim acabara de comentar a cotovelada de Giroud, e a recomendação da FIFA para economizar amarelo, um francês agarrou um nigeriano, dentro da área. O comentarista falou: "tá valendo tudo! é copa do mundo!". Assustei-me de vez. Então, vale tudo na copa do mundo?
Pouquinho depois, Matuidi pega forte na canela de Onazi. Lance feio que, segundo o comentarista, merecia vermelho e que poderia ter resultado em fratura. Ficou só no amarelo mas a Nigéria perdeu um de seus melhores jogadores, já que Onazi não voltou a campo.
Não creio que isto tenha interferido no resultado do jogo. Interferiu, sim, na integridade física de um atleta. Esporte é saúde! Ou não?!!!
Observo que, no lance do segundo gol da França, não consegui ver qualquer toque na bola do francês Koscielny. Consultando a resenha, no google, verifiquei que o gol foi atribuído ao negeriano Yobo (gol contra).
Mas não é que Koscielny estava presente na jogada, juntinho com Yobo e o goleiro Enyeama. Pareceu-me ter, ainda que involuntariamente, feito um corta-luz. Mas estava presente.
Acho que o Galvão não conseguiu emplacar o seu "gol de presença".(http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2014/06/galvao-e-o-gol-contra.html).

Imagem: BAHIA 360 GRAUS
http://ba360graus.com.br/34410/esportes/futebol-ao-vivo-transmissao-franca-x-nigeria-jogo-ao-vivo-da-copa-do-mundo-veja-o-placar-online-jogo-da-franca/

A FIFA MANDA ALIVIAR CARTÃO AMARELO




Foi o narrador quem disse: a FIFA recomenda que o cartão amarelo seja reservado para situação limite, a fim de não desgastar as equipes (provavelmente evitando expulsões).
Isto foi dito logo depois que Giroud deu uma cotovelada em um nigeriano. Cotovelada de propósito, dobrando o braço e desferindo o golpe. Bola parada.
Não concordo com que se favoreça a indisciplina e, principalmente, a violência, para facilitar aos concorrentes. A FIFA não deve compensar, com tolerância às infrações, a marcação de um jogo para um horário absolutamente impróprio (interesses com transmissões).
Podem dizer que sou um chato de galochas, mas acho que o futebol está deteriorando-se cada vez mais, e que é por causa dessas "coisinhas".

Imagem Argélia: Atividades Vitéllio
http://atividadesrosangelaluiz.blogspot.com.br/2014/04/blog-post_28.html

Imagem França: Tricae
http://www.tricae.com.br/copa-do-mundo-2014/

FALTA ALGUMA COISA NA SELEÇÃO

Neymar chora após vitória da seleção brasileira contra o Chile, no MineirãoValdez "sungou" o Neymar que, na queda, resvalou (ou bateu) a cabeça no gramado. Ficou sentindo e foi à beira do campo onde, além de outros "tratamentos", molharam-lhe a cabeça, passando a mão nos seus cabelos.
Neymar voltou ao jogo com os cabelos desalinhados.
Está faltando um hair designer na seleção, para que, na eventualidade de massagistas atrapalharem os cabelos de algum jogador, volte cem por cento ao campo.

Foto: JORNAL GALO DE BRIGA
http://jornalgalodebriga.blogspot.com.br/2014_06_01_archive.html


ESTÁ NAS ESCRITURAS

Aula de religião (no tempo em que havia, em todas as escolas). O professor indica um aluno e pede que cite uma frase que esteja na Bíblia. O menino responde de pronto:
- Daí, Judas foi e enforcou-se.
- Muito bem, disse o professor. Joãozinho, diga outra frase (tinha de ser o Joãozinho). Reposta imediata do garoto:
- Vai e faze o mesmo.

Imagem: PORTALPADOM
http://padom.com.br/a-biblia-nao-diz-que-judas-se-enforcou/

29 de jun de 2014

PRINCÍPIO DE NENÉM PRANCHA


Folclórico Neném Prancha
Houve um lance, no jogo da seleção brasileira contra a chilena, em que o Hulk ficou parado,quando achou que sairia uma bola que estava mais para ele, mas um chileno, que estava mais distante, correu muito, alcançou-a e prosseguiu.
Prevaleceu o "princípio Neném Prancha", segundo o qual o jogador deve ir na bola como se fosse num prato de comida.

Foto: BLOG Arquiba Botafogo
http://arquibabotafogo.zip.net/arch2008-01-20_2008-01-26.html



DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Querido diário,

Mais um dia solitária. Não sei por onde anda meu amado. Foi só terminarmos de construir o ninho e sumiu. Nem o vejo passando por aqui. Enquanto isto, continuo camuflando-me cuidadosamente. Mas tenho certeza de que, quando nascerem filhotes, estará de volta, protegendo a prole de predadores e ajudando a mamãe a cuidar. E, quando estiverem crescidinhos, vai se meter a ensinar-lhes a arte do vôo. Só que quem acaba ensinando é a mamãe aqui, que também é brevetada.
O paparazzi continua bisbilhotando, desde o nascer do dia. A toda hora aparece na janela, para ver se abro a guarda e deixo-o ver se há alguma coisa dentro de mim. Vê lá se eu deixo! Vai morrer de curiosidade. Hoje, a mulher dele apareceu na janela e falou com voz doce: "pombinha! pombinha!". Aqui, oh, que eu caio nessa! Fico arrumando minhas plumas e nem te ligo. Uma amiguinha que
chocou na janela deles falou que ela é tão bisbilhoteira quanto o paparazzi, só que fica fuçando e tentando acariciar os filhotes. A bobona pensa que vai me encantar com seus chamados até carinhosos. Mas eu me defendo e defenderei os pequeninos, quando vierem.

BRASIL X CHILE: FALTAS DE PARTE A PARTE, COMENTÁRIOS NEM TANTO

Início de jogo, poucos minutos, assistindo ao jogo junto com minha mulher, comentei que a seleção brasileira estava fazendo muitas faltas, logo no comecinho. Foi o bastante para, no mesmo momento, Fernandinho "sungar" um chileno, que ficou caído no solo. Achei que era hora de cartão. No bagarai (http://bagarai.com.br/copa-do-mundo-2014-brasil-ganhou-do-chile-nos-penaltis-resultado-do-jogo.html) está: "Fernandinho fez falta dura aos 2', mas o juiz só deu uma chamada de atenção, nada de cartão". Galvão falou que o chileno estava fazendo catimba, que os chilenos são mais catimbeiros do que os argentinos, por aí... e acabou observando que logo depois o chileno estava correndo no campo, outra vez.
Neymar durante jogo do Brasil contra o Chile pelas oitavas de final na copa do mundo 2014 em Belo Horizonte, 28 de Junho de 2014. Bruno Domingos / Mowa Press
Neymar apanha muito...
Pouco depois foi a vez de um chileno pegar pesado em Neymar, um tostão. Galvão disse que foi maldade. Não disse que era cai-cai (estaria sendo injusto, mas foi injusto com o chileno do lance comentado acima). Neymar levantou-se, mancando. Galvão disse que Neymar estava sentindo (o chileno lá de cima foi taxado de catimbeiro). Neymar foi à beira do campo, para a famosa sessão de "água benta". Logo depois, corria "como um coelhinho de desenho animado", no dizer de Nelson Rodrigues. Galvão nem comentou.
Ary Barroso também torcia, quando narrava jogos. Torcia desesperadamente pelo Flamengo, mas sempre na real. Era frequente ouvi-lo gritando, ao microfone, mais ou menos o seguinte: "Vai Fulano com a bola, passou pelo seu marcador, penetrou na área... essa eu não quero nem ver!"
...mas em futebol não há anjos.
Não sei que média o Galvão quer fazer. De narrador não é. Pode entusiasmar-se e entusiasmar a galera... mas não é raro estar contando estórias diferentes do que ocorre em campo, para impressionar não sei quem.

Foto 1: bagarai
http://bagarai.com.br/copa-do-mundo-2014-brasil-ganhou-do-chile-nos-penaltis-resultado-do-jogo.html

Foto 2: ESTADÃO conteúdo
http://atarde.uol.com.br/copa/selecao/noticias/nos-penaltis-brasil-derrota-o-chile-e-avanca-as-quartas-1602308






28 de jun de 2014

GALVÃO E O GOL CONTRA


As curiosidades do confronto entre Brasil e ChilePreliminarmente, dou-me o desfrute de contar duas estorinhas. Primeira: dois amigos andavam pelo deserto, a água acabou, calorão, aquelas coisas todas, quando um disse:




- Olha que água linda e deliciosa, entre aquelas árvores.
O outro corrigiu:
- Não é água, não. Você está vendo miragem.
- É água sim! Olha que beleza! Vou beber até...
Seguiu-se a discussão, por um bom tempo, cada um negando a afirmativa alheia.
O outro, então, para convencê-lo, pegou um pouco de areia e jogou sobre o amigo, que reagiu, de pronto:
- Não me molha não! Não me molha não!...
Segunda: alguém falou-me da diferença entre o neurótico e o psicótico: o neurótico pensa que dois mais dois são cinco; o psicótico sabe que dois mais dois são quatro, mas não se conforma (quem falou deve entender de neuroses e psicoses; eu não).
O que tem a ver com o gol contra?
Galvão não se conformou com que fora gol contra de um chileno; insistiu o quanto pôde, disse que Davi Luiz estava na jogada, que a presença dele contribuiu, e coisa e loisa... Galvão acabou inaugurando um "gol de presença".

Foto: GOAL NO YOUTUBE
http://www.goal.com/br/news/227/copa-do-mundo-2014/2014/06/28/4919656/as-curiosidades-do-confronto-entre-brasil-e-chile?ICID=AR

DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Não saí do ninho hoje. Estou sentindo coisas estranhas. Minhas amigas mais experientes dizem que é normal. Mas fico desanimada... Acho que vou melhorar. Meu amado não apareceu. Fico imaginando o que andará fazendo, voando livre por aí. Ao jogo tenho certeza de que não foi. Por onde andará? Está certo de que estou segura,
protegida pelo mimetismo, confundida com os tons dos galhos secos. O paparazzi continua implacável. Persegue-me com aquela câmera, mesmo sabendo que será difícil ver-me na foto. 
Amanhã estarei melhor...

É PRECISO TER SORTE!

Brazil's Julio Cesar dives as the ball shot by Chile's Gonzalo Jara (unseen) rebounds off the post to decide their penalty shootout. (REUTERS/Sergio Perez)
Pareceu-me como que um desabafo de Galvão, logo que ficou definido o resultado de Brasil x Chile.
De fato, como ele mesmo disse, a sorte foi brasileira por duas vezes: bola no travessão e bola na trave de Júlio César, na última cobrança de pênalti da seleção chilena. O goleiro fizera uma defesa muito importante, de um chute de perto, que teria levado o placar para Chile 2 x 1 Brasil. Mas contou com a sorte, em dois lances posteriores (sem que isto desmereça sua atuação pessoal).
Mais do que precisar de sorte, a seleção brasileira precisa de algumas definições: só poderá ser a melhor da copa, se sair campeã; há dificuldades em cada jogo; o time não conseguiu evitar o domínio da chilena, em boa parte do jogo. Ah! A torcida e a imprensa (incluindo artistas) precisam parar de ganhar os jogos de véspera. Otimismo é muito bom. Arrogância é outra coisa.
Texto na charge de Casso:
"NEYMAR: QUE VENHA
O CHILE". 
Só a consciência das dificuldades e o respeito a qualquer adversário poderão gerar motivos para superar obstáculos.




Charge: BOL FOTOS
http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/imagens-do-dia/2014/06/11/charges.htm#fotoNav=11

FOTO: WORD CUP
http://q.usatoday.com/2014/06/28/fifa-world-cup-brazil-chile-neymar-hulk-knockout-round/


27 de jun de 2014

DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Querido diário,

Acordei cedo, conferi o ninho e, quando olhei para a janela, acima de mim, olha lá o paparazzi. Não quer me dar folga. Fico quietinha, confundindo minha cor com a
galharia seca, para disfarçar-me, mas ele me encontra. Resolvi, então, provocar o cara: fico fingindo que estou arrumando alguma coisa, debaixo de mim. Ele deve estar se mordendo de curiosidade, achando que vai ver um ovinho, ou dois. Não me levanto, não lhe permito ver qualquer coisa. Ele volta à janela, observa, e nada vê. Vai ficar assim por um bom tempo, com certeza.

Acho que me dará folga amanhã. Sempre ouço, pela janela o danado falando em futebol (tenho ouvido muito bom!). Das pombinhas amigas, que voam por aí, recebo notícia de que seus pombinhos estão muito ouriçados, organizando torcida para assistirem a dois jogos que dizer ser muito importantes, e em que ele deve estar interessado: Brasil x Chile e, depois, Uruguai x Colômbia. Não é possível que o paparazzi também não se vá ocupar desses jogos, deixando-me em paz.

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - 400 ANOS DE FAVELA


"Quatrocentos anos de favela, sem água, com mágoa."






Zé Kéti, em "400 Anos de favela".










Para ouvir com o autor:
https://www.youtube.com/watch?v=K-N35de9Q0s


|Foto: garphonic - música&gastronomia

26 de jun de 2014

DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Querido diário,
Amanheci no ninho. O danado do paparazzi bem que tentou fotografar-me ontem, no escuro. Um incompetente! Não me deu sossego e dormi muito mal.
Passei uma boa parte do dia recolhida. Ando um pouco enjoada, prefiro ficar quietinha. E acho bom até que meu amado não se aproxime muito, também, porque não estou para alegria. Ele me entende e fica por perto, camuflado entre galhos. Não é fácil vê-lo,
porque confunde-se com os galhos secos, um pouco marronzinho. Às vezes, voa para o telhado ou para uma coisa redonda, acima, e fica vigilante, protegendo-me. Fico camuflada,
também, para dificultar o paparazzi. Mas ele é insistente e deixou a janela e apareceu em um plano inferior. Danado ele! 
Acabou me acordando. Fico contrariada com a insistência dele. 

Anoiteceu e o paparazzi voltou a jogar luzes sobre a árvore, tentando uma pose noturna. Não sei se conseguiu. Espero que sim, para que deixe de ser chato e pare de me incomodar.


MEUS CONFLITOS COM A ARBITRAGENS EM FUTEBOL

Muita coisa que era falta, não é mais. Agarrar nem sempre merece amarelo. Não solucionam o agarra-agarra na área. Tudo isto deixa-me sem entender o que acontece no futebol.
Jogavam Portugal e Gana. Um ganês dominou a bola no meio do campo e foi agarrado por um português. Agarrado pela camisa e pelo calção. O árbitro estava perto da jogada, de frente para ela. Apitou nada. O ganês tentou, primeiro, desvencilhar-se. O português insistiu e mostrou força. O ganês deu uma cotovelada para trás. O árbitro marcou falta e deu amarelo para o ganês. Se tivesse marcado o agarramento do português, a cotovelada provavelmente não teria acontecido. O ganês tinha mais que fazer, pois precisava desesperadamente de um gol. Penso que o árbitro cometeu uma injustiça.
Não estou a defender o acotovelador. Mas o que o árbitro poderia esperar de sua omissão, por não ter marcado falta do português agarrador? Queria que o ganês ficasse apenas tentando desvencilhar-se, precisando prosseguir na jogada e tentar marcar um gol? Pode ser que eu esteja velho e saudosista. Mas também pode ser que o futebol esteja se deteriorando, sem que as pessoas percebam.

Imagem: mundoband
http://mundoband.blogspot.com.br/#axzz35ljGoScw

25 de jun de 2014

ESSES NOMES DE JOGADORES

    x     

Bem melhor do que alguns nossos, com nomes estrangeiros. Mas não deixam de abrir espaço a confusões ou, pelo menos, a interpretações duvidosas.
Na seleção do Equador, Saisedo entrou em campo aos 43 do segundo tempo. Se entrou tarde, como poderia sair cedo?
Já na seleção da França, Sagna (pronuncia-se "sanhá") pode tornar o palavreado do narrador estranho: "...Pogba passa a Sagna...". Depois vem Sissoko (pronuncia-se Sissocô). Bacaninha este. Não agride o adversário mas sai machucado porque ele mesmo se socô. E Benzema (Benzemá)? Não poderia benzer bem?


Foto: ge Copa do Mundo 2014
http://globoesporte.globo.com/jogo/copa-do-mundo-2014/25-06-2014/equador-franca.html

SAUDAÇÃO DA NOITE

Fim de tarde, início de noite em Patos de Minas. O horizonte rubro é recortado pelas sombras de caixas dágua, antenas de tv e pelas linhas das edificações da cidade.



DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Querido diário,


Ontem, achei um ninho abandonado e resolvi experimentar, para ver se dava para criar filhotes ali. Estava bem detonado, mas tinha conserto. Com o esforço do futuro papai e meu talento, é possível conseguir torná-lo habitável.
Só que eu nem imaginava que esse ninho era aquele que fica perto da janela de um paparazzi muito do chato, que fica tirando fotos. Pois foi só ver-me pousada no ninho e começou a aparecer na janela e tirar fotos. Achei que, afastando-me do ninho, conseguiria despistar o paparazzi. Estava enganada porque, logo que voei para o muro, olha só quem aparece? Ele mesmo. Ficou me rodeando e até arrastou asa para mim. Fiquei envergonhada e escondi a cabeça
debaixo da minha asa. Charme, só. Mas ele também sabe fazer charminho. Vai chegando perto, devagarinho. Fico toda arrepiadinha. Acho que vai rolar. Se vai!... Namoramos um pouco só, porque o paparazzi de pombinhas ficou capturando imagens. Voltei ao ninho, para dar um up. Meu namorado trazia raminhos, um de cada vez,
claro, que ele não é o super pombo. Chegava e trepava em minhas costas. Não estava fazendo aquilo que você está pensando, não, diário. Carinhoso, estava entregando-me um raminho, para que eu organizasse o ninho. Ficou bastante tempo por ali. Em certos momentos, voava para o telhado ou para o muro. Vigilante, afastou um indesejado
pretendente, que estava tentando paquerar-me.

Hoje, pela manhã, comecei a melhorar o ninho, bem cedinho. E não é que o horrível paparazzi já estava na janela, espionando. Será que não tem melhor que fazer. É copa do mundo, ele bem que poderia ir assistir televisão. Tenho mais que fazer e não posso dar confiança a paparazzi. À tardinha, o
ninho já estava bem melhor do que o encontrei, com uma folhinha verde, inclusive, bem ecológico, para que, ao nascer, os filhotes possam ver algo de verde, nesse galharia seca que cerca o ninho.

24 de jun de 2014

A POMBINHA VOLTA COM FORÇA TOTAL. E VAI CONTAR SEUS SUCESSOS!

Ninho abandonado? Uma ova!
Melhor: um ou dois ovinhos, em breve!
Hoje, pela manhã, cheguei à janela da nossa área de serviço e, talvez por costume, talvez com saudade, olhei para a árvore, onde aquela pombinha nidificou e criou dois filhotes, especificamente, para o local do ninho. Lá estava ela, altiva, solitária, dona do ninho. O solitária durou pouco. Logo em seguida, apareceu o macho, com um raminho no bico. Trepou-lhe nas costas e depositou a pequena carga, que ela passou a acomodar.
Muito senhora de si, muito sossegada.
Certamente, esperando o macho com
mais um raminho.
Vou deixar para ela mesma registrar sua estória. A pombinha estará no blog, amanhã.

JOGOU 71 MINUTOS. SÓ QUE SE MEXEU MUITO.


Immobile (Itália) - O ataque italiano na Copa será formado por Balotelli e Rossi, mas não se espante se Immobile ganhar posição durante o torneio. Afinal, ele foi o artilheiro do Italiano pelo Torino, com 22 gols
Se as fotos não mentem jamais,
essa aí é falsa: o cara não está
Immobile.
O jogador italiano Immobile jogou 71 minutos, na partida contra o Uruguai.
Quando foi anunciada a escalação, imaginei que, ou o técnico queria jogar só com dez, ou o cara é "muito ótimo", mesmo Immobile.


Foto: PLACAR.
http://placar.abril.com.br/imagem/537cf4da865be210f0000444

23 de jun de 2014

É SÓ DAR O CARTÃO...

Assim nasceu o lance. Mostra o braço do
croata tocando o braço esquerdo de Fred, e a mão direita,
oculta, antes de envolver o braço direito do atacante.





Foi o que disse o narrador Luiz Carlos Jr.,narrando Holanda x Chile, quando o árbitro admoestou alguém no costumeiro "agarra-agarra" na área, quando das cobranças de escanteios ou de faltas. Disse: "pra que chamar a atenção a toda hora? é só dar o cartão".

fred penalti brasil x croacia (Foto: AP)
Imagem final do lance: o croata já recolheu
o braço e suspendeu a mão esquerda,
que segurava o ombro de Fred.
O cadikim já disse que, quando um jogador passa a mão pela cintura do adversário tem nenhuma intenção amorosa. É a "pré-falta". Os jogadores são treinados para isto. Agarram, desequilibram o adversário e tiram a mão. O juiz tem dificuldade em ver. O cadikim concorda com a opinião do narrador, mas desde o primeiro minuto. E, na maioria das vezes, quando um juiz dá amarelo nos primeiros minutos, é criticado, dizem que é cedo... "Agarra-agarra" não é futebol. Tem de ser punido desde que a bola dá a primeira volta inteira em sua circunferência.

Foto ao alto: G1.
http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2014/06/o-que-teve-1-fase-da-copa-das-copas-em-fotos-gifs-e-memes.html

Foto abaixo: globo.com - globoesporte
http://globoesporte.globo.com/futebol/selecao-brasileira/noticia/2014/06/fred-comenta-penalti-polemico-contra-croacia-recebi-uma-carga-no-ombro.html

E SE O MANÉ BAIXAR?

O jogo não se antecipa difícil. Pelo menos, Camarões já foi fritado. Mas a bruxa tem aparecido, nesta copa. Camarões poderá endurecer. Ou poderá acontecer com a própria seleção.
E se o Mané aparecer no seu estádio, para ajudar a sua seleção? Se acontecer, quero ver quem escolherá para "cavalo"; e quem será o "João".

Foto: Blog do Flávio Vieira - "Craques do passado - Mané Garrincha).

http://flaviojvieira.blogspot.com.br/2014/06/craques-do-passado-mane-garrincha.htmlhttp://flaviojvieira.blogspot.com.br/2014/06/craques-do-passado-mane-garrincha.html

SE O NEGÓCIO É SECAR CAMARÕES...



camarões secos em sacos — Foto Stock #29575603
É pouco!



Imagem: depositphotos

22 de jun de 2014

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - DOMÍNIO PÚBLICO


"Esta ciranda quem me deu foi Lia, que mora na areia de Itamaracá."


Referência de vários autores a Lia, cirandeira famosa de Itamaracá.

bahiano-capaPara ouvir com Chico Anysio e Arnaut Rodrigues (Baiano e os Novos Caetanos)
https://www.youtube.com/watch?v=-5mO_vc8TGc



Imagem: Forró em Vinil
http://www.forroemvinil.com/baiano-e-os-novos-caetanos-baiano-e-os-novos-caetanos/

MIL POSTAGENS

Ufa! Mil postagens!
O cadikim já agradeceu aos leitores, quando comemorou 100.000 visualizações. Segue agradecendo pois a existência de leitores justifica novas postagens.
Realça agradecimentos aos colaboradores diversos, que permitem postar seus escritos.

19 de jun de 2014

ESPORTE É SAÚDE? E CONTUSÕES? E SEQÜELAS?

Álvaro Pereira se recusou a sair do jogo
Alvaro Pereira, do Uruguai
Em outubro do ano passado, postei um comentário intitulado "Violência nos Esportes" (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2013/10/violencia-nos-esportes.html). Refere-se a comentário colhido na crônica esportiva, de uma ação de atletas aposentados, do "futebol americano", por causa de seqüelas resultantes da prática da atividade, muito violenta.
Estamos assistindo a um futebol que prioriza a força e a velocidade (esta, quando excessiva e descontrolada, acaba em choques fortes).
Vimos que um número considerável de atletas estrangeiros não pôde participar da copa 2014 por contusões.
Nesta copa, um jogador da Holanda foi levado a hospital, tendo sido anunciado que sofreu um traumatismo craniano considerado leve e que poderá estar no próximo jogo. Hoje, foi a vez de um jogador uruguaio desmaiar no gramado, após levar uma joelhada na cabeça. Ante a recomendação para ser substituído, preferiu ficar em campo e disse, orgulhoso, que quis ajudar sua equipe (o que acabou conseguindo).
Em um evento internacional, não seria conveniente tratar dessas questões de saúde de jogadores, de modificações que os protejam de possíveis seqüelas? A glória não deve ser um risco para a saúde na velhice.

Foto: GOAL.
http://www.goal.com/br/news/227/copa-do-mundo-2014/2014/06/19/4897622/%C3%A1lvaro-pereira-explica-desmaio-em-campo-contra-a-inglaterra


LÉGUA TIRANA - LUIZ GONZAGA E HUMBERTO TEIXEIRA



Oh! que estrada mais comprida,
Oh! que légua tão tirana
Ai, se eu tivesse asa
inda hoje eu via a Ana.

                                      
                                               Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, em"Légua Tirana".

Para ouvir com Luiz Gonzaga:
http://letras.mus.br/luiz-gonzaga/261214/


Foto (com texto sobre os parceiros): Lucio In 
The Sky
http://luciointhesky.wordpress.com/2011/03/14/


18 de jun de 2014

USURPAÇÃO DE PODER NO FUTEBOL

(Foto: Getty Images South America)Não é só no futebol brasileiro. Extra-terrestres também acham de "exemplar" adversários. A função é do juiz. Ou por omissão dele, ou por incapacidade de exercer seu poder, que, por hipótese, é absoluto, atletas andam admoestando, "encarando", ameaçando adversários que caíram, em um encontro, ao pretexto de que estão simulando falta.
O juiz é quem tem o poder para definir se é fingimento, ou não. E só o juiz tem poder para admoestar, fazer aquele cruzamento de braços dando a entender: "é a última, acabou!", ou dar cartão. Valendo assim, o atleta que se mete a admoestar, "encarar", ou qualquer outra coisa, o adversário que caiu, está usurpando a autoridade do árbitro que, na maioria das vezes, faz que não percebe (apesar do número e posições dos auxiliares).
Hoje, no jogo Austrália x Holanda, jogo apertado e por isto, podendo "dar nos nervos", um atacante australiano caiu na área. Imediatamente, um zagueiro passou a falar com ele, cara fechada, agressivo e, ato contínuo, "encarando"-o, dizer uns pissilones que não me foi dado ouvir. Não vi atitude do juiz e muito menos ouvi qualquer comentarista achando negativa a intervenção.
O futebol difere muito do voleibol: se um jogador festejar de frente para o adversário, vem cartão. Por pouco mais do que isto, vem outro, de outra cor. Será que o pessoal do volei é mais educado, que futebol tem de ser grosseiro mesmo? Não me conformo.

Foto: Veja - Notícias.
http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/copa-2014-frangaco-do-goleiro-australiano-salvo-o-juiz-argelino-que-marcou-um-penalti-absurdo-a-holanda-ganhou-mas-cade-a-holanda-que-massacrou-a-espanha/

PÊNALTI EM MARCELO

Patriotada? Pode ser que eu seja que nem o psicótico que sabe que dois mais dois são quatro, mas não se conforma. Afinal, todo mundo disse que em Fred não foi, que ele se jogou, e repete a dose, com relação a Marcelo, que ele já estava desequilibrado. Acho que a foto mostra diferente.
Só para registro de minha opinião: achei pênalti (não existe meio pênalti, mais pênalti, menos pênalti, como querem alguns comentaristas). O defensor chileno foi batido na jogada; a bola apresentava-se à frente de Marcelo; o braço do chileno alcançou o ombro do lateral e pesou sobre ele, empurrando: com a queda iminente, o chileno retirou o braço. Penso que fez parecer que Marcelo jogava-se.
Patriota ou não, acho que as arbitragens estão condescendentes com esse tipo de jogada.

Foto: JP
http://jovempan.uol.com.br/esportes/futebol/copa-do-mundo-2014/irritado-felipao-ironiza-jornalistas-nao-tem-mais-penalti-favor-do-brasil.html