28 de jun de 2014

DIÁRIO DE UMA POMBINHA - O RETORNO

Não saí do ninho hoje. Estou sentindo coisas estranhas. Minhas amigas mais experientes dizem que é normal. Mas fico desanimada... Acho que vou melhorar. Meu amado não apareceu. Fico imaginando o que andará fazendo, voando livre por aí. Ao jogo tenho certeza de que não foi. Por onde andará? Está certo de que estou segura,
protegida pelo mimetismo, confundida com os tons dos galhos secos. O paparazzi continua implacável. Persegue-me com aquela câmera, mesmo sabendo que será difícil ver-me na foto. 
Amanhã estarei melhor...