8 de ago de 2016

PODE SER... MAS NÃO VAI SER FÁCIL: A SELEÇÃO SEGUE DEVENDO

Que os jogadores da seleção brasileira sabem jogar bola é fora de dúvida. Se não, os clubes estrangeiros que pagam fortunas para terem-nos jogando em seus times estão pra lá de malucos.
Apesar de saberem jogar bola, ainda "não encaixaram". E o que é "encaixar"? Esta palavra, tão encontradiça na crônica do futebol, quase sempre em forma negativa, nas tentativas de explicações de derrotas, parece significar que a coisa vai bem mas algum detalhe ainda não foi tratado convenientemente?
Resultado Brasil x Iraque Olimpíadas Rio 2016
Cara de poucos amigos
E qual será esse detalhe? Tensão excessiva? Técnico? Dificuldade de adaptação ao o novo tipo de treinamento (dizem que copiado de europeus), excesso de estrelismo (ainda somos os pentacampeões do mundo!)? Ou tudo isso somado e mais algumas coisas?
Não sei. Vi algumas atitudes de impaciência e, principalmente de prepotência. Neymar perdeu muitas bolas que lhe foram tomadas pelos iraquianos; cobrou mal duas faltas, jogando a bola na barreira; ficou irritado quando o árbitro marcou uma falta que realmente praticou, saiu dando socos no ar, para baixo, e disse um palavrão (não sou especialista em leitura labial mas foi flagrante); Gabriel Jesus parecia irritado por não conseguir vantagens (marquei o Gabriel Jesus, achando que, quando fica contrariado, faz uma cara de choro, de birra mesmo); o goleiro permitiu que um adversário saltasse mais alto do que ele, acabando salvo pela trave); a defesa, principalmente pelo lado direito, deixou o time iraquiano, flagrantemente inferior, fazer algumas festinhas. De positivo, mesmo, só o escanteio cobrado pelo Neymar, que daria gol olímpico espetacular, não fosse a defesa sensacional do goleiro adversário; do técnico disse o comentarista Roger que precipitou-se na primeira substituição e que Rafinha estava fora das condições físicas ideais - essa a crítica mai severa ao treinador.
Para quem quer o tal "inédito ouro olímpico", foi muito pouco.
Com todo mundo empatado, corre o risco de não passar ao mata-mata. Terá de reagir, se quiser ficar.
"Superação" é a palavra de ordem. Mas vai ter de ser muita superação.

Foto: El País.
http://brasil.elpais.com/brasil/2016/08/08/deportes/1470610016_529586.html
Postar um comentário