28 de jul de 2015

UM LIVRO APARENTEMENTE (PELO MENOS) INÚTIL. NEM CHEGA PERTO DE MINHAS PREFERÊNCIAS.


Estava buscando um método para violão, do Paulinho Nogueira, na rede, quando deparei com o anúncio de vários livros, dentre eles um que me chamou a atenção, pela aparente inutilidade (no mínimo parcial) para mim. Estava lá:



Pelo menos quanto ao título, é para mim inteiramente inútil. Setenta e cinco anos não são setenta e cinco dias e, desde que coloquei meu primeiro voto em uma urna, não precisava que ninguém me mandasse parar de acreditar.
Quanto ao "por que", não vou somar, aos que já tenho, quaisquer motivos do autor.
Agora, por que os brasileiros amam o Estado, aí alguém poderia explicar-me: necessidade de uma organização mínima, mesmo que muito deficiente? necessidade de poder falar mal de alguém, e oportunidade, sem demonstrar completa e absoluta insatisfação? bobeira, mesmo? um patriotismo exacerbado?
Desculpe-me o autor e desculpe-me quem estiver lendo: não vou ler o livro só para ficar sabendo de uma circunstância que nada muda. Preferi buscar o livro "Vocabulário do Choro" e comprei. Mesmo que não consiga tocar melhor a minha flauta, será mais gratificante (sem vantagem, que a concorrência citada não está com essa bola toda).
Postar um comentário