7 de out de 2015

DESIMPORTÂNCIAS PARLAMENTARES (PRA LAMENTARES)

As votações no Congresso Nacional parecem-me não dependerem da necessidade e/ou da urgência, senão dos interesses partidários. Foi necessário fazer uma mexida grande nos Ministérios, para "convencer" parlamentares da necessidade e da urgência de votarem vetos da Presidente da República. Necessário mas não suficiente. Ontem, o quadro dos Deputados não apresentou quorum. A votação ficou para hoje.
O Deputado Leonardo Picciani, líder do PMDB na Câmara, explicou que uma questão de logística pode ter determinado o fenômeno. Disse que os Deputados chegam a Brasília sempre depois das 11h 30 min - hora marcada para início da sessão - e que, por isto, não chegaram todos. Falou até em horários de voos.
Pois não é que Deputados Federais têm dificuldades logísticas para chegarem a Brasília? E não as têm os trabalhadores que cochilam no metrô de São Paulo, para chegarem aos respectivos locais de trabalho? Mas, quanto a esses, a alegação não seria válida. Perderiam o dia e, em caso de reincidência (a ausência de Deputados em Brasília é repetitiva), perderiam o emprego.
Penso que não era verdadeira a alegação do Deputado Picciani. Ainda havia cargos de segundo e de terceiro escalões voando. Será que a busca por eles não determinou nova pressão no Governo? Ou será que estou viajando? Por que é os Deputados costumam oferecer motivos para determinados fatos, motivos que muitas vezes não são compatíveis com a verdade?
Que logística que o que, sô! Pois não teria sido possível aos Deputados viajar na segunda feira (pelo menos quando a relevância e a urgência da matéria incidirem), para decidir sobre um assunto que todos reputam importantes?
Só me resta imaginar que, para os Deputados - e também Senadores, que deveriam estar todos lá, pois que para isso são pagos, suponho e, porque uma votação mais encorpada poderia dar credibilidade às decisões - só me resta imaginar, repito, que, para os deputados e senadores ausentes, a matéria a tratar é desimportante.
Apesar de tudo, gosto muito de assistir às sessões, pela TV Câmara e pela TV Senado. Foi de cara com a primeira que vi o Deputado Picciani explicando o inexplicável (não foi nem na Veja, nem na Isto é, nem na Exame, nem no facebook, não!). O Deputado estava com a cara mais séria deste mundo, como, de resto, todas as fisionomias que vejo pelas emissoras citadas parecem-me irretorquivelmente sérias. É um alívio vê-los assim!

NOTA: A falta de quorum repetiu-se hoje. E a votação foi novamente adiada. O assunto continua desimportante ou, quando nada, menos importante do que outros que andam pelo ar.


Foto: Política ao Minuto.
http://www.noticiasaominuto.com.br/politica/144793/apos-sessao-sem-quorum-deputados-aparecem-em-plenario
Postar um comentário