22 de nov de 2015

AMÉRICA MINEIRO NA SÉRIE "A" DO BRASILEIRÃO

Mascote do America_MGTenho um grande apreço pelo América Mineiro. Foi ali, na Alameda Álvaro Celso da Trindade, que dei minhas primeiras braçadas, orientado pelo Sargento Marino. Cheguei a participar de algumas competições no campeonato estadual, mas não era lá essas coisas. Frequentando a piscina, andei também pelas arquibancadas assistindo a treinos e jogos. Testemunhei a primeira rivalidade em Minas Gerais, que foi com América e Atlético. Vi um quinteto muito bom (que, num tempo em que não era politicamente incorreto, denominei "linha de costurar smocking": Ernane, Miguel, Gunga, Zuca e Dodô, os quatro primeiros negros, o último branco - a agulha).  Assisti ao surgimento de vários craques, como Osvaldo Mamão e Miltinho que, se não me engano, foram para Portugal (Osvaldo tenho certeza). Vi surgir Zuca, que fez dois gols no Atlético, no velho Independência, o primeiro empatando e o segundo virando. Acabou indo para a Argentina, como foi Eduardo, ponta direita. Vi "Baião de Dois" - Harvey e Otávio - uma dupla afinadíssima que foi para o Palmeiras. Para onde foi, também, o goleiro Edgar. Coisa muito da antiga. Foi o berço futebolístico de Tostão e de Fred, dentre outros. Fora de Belo Horizonte por muito tempo, acabei reduzindo o contato. Agora, vejo o velho América na série "A" do Brasileirão.
O que me sensibiliza mais é a presença, agora, de três mineiros na competição. Belo Horizonte terá um acréscimo de jogos com os grandes times  pelo torneio. Mais movimento, mais mídia, mais recursos financeiros.
Torço para que o Coelhão seja alvo de um trabalho eficiente, para garantir o trio mineiro. Acho que merecemos.


Imagem: AS MIL CAMISAS.
http://www.asmilcamisas.com.br/2014/10/07/174-camisa-do-america-mg/
Postar um comentário