21 de dez de 2013

A TIM ESTÁ UMA BOSTA! ACHO QUE A CULPA DO GOVERNO ESTÁ EM ALTO GRAU


Não gosto da palavra. Sempre critico as pessoas que a usam, indiscriminadamente, para designar o que, às vezes, não é tão mau como querem fazer parecer.
Mas a tim está!
Ora direis: Mas por que não muda de operadora?
Pelo que ouço e leio, irei encontrar coisa pelo menos semelhante.
Ligações interrompidas, que até já renderam recomendação para que não se cobre por nova ligação feita em até um tempo curto, sobre o que não tenho informação, nem controle. Os controles estão todos com a operadora. Pode desligar-me na hora em que achar conveniente; pode cortar minha ligação; pode colocar aquela vozinha antipática, dizendo que “este número não existe”, mesmo que esteja armazenado em meu telefone e que, mais tarde, conseguirei conectar; pode colocar a mesma vozinha dizendo que minha ligação está sendo encaminhada à caixa de mensagens, e ameaçando-me de, depois de um tempinho curto, será cobrada. Podem tudo. Eu posso nada. O consumidor em geral está na mesma situação. Penso que até em outras operadoras.
Não acho saudável atribuir todas as culpas ao governo. Neste caso, entretanto, acho que o governo é o principal culpado. Vamos lá: minha bronca começou em julho do ano passado, quando operadoras foram impedidas, pela ANATEL, de seguir vendendo linhas e aparelhos, por causa de deficiências na prestação de serviços. Apesar da “autonomia” da ANATEL, o governo interveio e reduziu o tempo de proibição, liberando geral, mesmo antes que as operadoras tivessem melhorado seus serviços. Postei meu inconformismo nos dias 23 e 24 de julho de 2012: http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2012/07/a-anatel-e-independente-e-nao-se.html; http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2012/07/agora-anatel-parece-que-as-omissoes-nao.html; e http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2012/07/mensagem-da-tim-em-meu-celular-nao.html. Em outubro deste ano, nova contrariedade, quando foi acrescentado um dígito nos números dos Estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo - http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2013/10/um-digito-mais-qualidade-menos.html.
Por que o governo? Porque, segundo o Código de Defesa do Consumidor, artigo 4º,
Art. 4º A Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo o atendimento das necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo, atendidos os seguintes princípios:

I - reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo;

II - ação governamental no sentido de proteger efetivamente o consumidor:

a) por iniciativa direta;

b) por incentivos à criação e desenvolvimento de associações representativas;

c) pela presença do Estado no mercado de consumo;

d) pela garantia dos produtos e serviços com padrões adequados de qualidade, segurança, durabilidade e desempenho.

Não vejo nem sinto qualquer dessas coisas que a lei recomenda. Vejo uma fúria pelo ganho financeiro, quanto às operadoras e uma imensa voracidade do “leão”, para arrecadas impostos.
Quanto ao consumidor..., ora... o povo... é ótimo nas eleições, uai!
Pode ser que eu seja exigente demais. Há alguns dias, falando com minha filha, que mora no Sul de Minas, xinguei a tim do que está no título. Obtemperou:
- Pai! Não está mau, não! Há algum tempo atrás, se quisesse falar para cidade distante, havia uma telefonista na parada e eu esperava, às vezes, até 24 horas ou mais para completar a ligação.
De fato, devo ser um chato de galochas, por me recusar a ponderar um passado jurássico, cheio de dificuldades. Minha filha é sábia! Ou muito irônica, sei lá...
Foto: lojadoSom
Postar um comentário