4 de dez de 2017

DIA INTERNACIONAL DO COMBATE À CORRUPÇÃO E A CONTRA-INFORMAÇÃO

Foto: Ministério Público de GO
Vejo na Tv que é hoje. Segundo leio, o "Dia" foi
instituído em 09/12/2003. Será que até nisso?
Ouço, pela Tv, notícia de que hoje é o Dia Internacional do Combate à Corrupção. Primeiro que tudo, repito - acho que já disse por aqui - não gosto de "Dias". Em geral, quem tem "Dia" não está com muito (Dia do Índio, Dia da Árvore...). Quem está com muito não tem dia (nunca ouvi falar em Dia do Lula, Dia do FHC, Dia do Temer,... olha: nem Dia do Rodrigo Maia). "Dias" servem para engambelar alguém. Mais nada.
No mesmo momento em que recebo essa informação, recebo uma outra, nas tirinhas que correm em baixo, de que o Ministério Público de São Paulo investiga um esquema de corrupção - novidade bem atual - na Secretaria de Gestão Ambiental da Prefeitura de São Bernardo do Campo. Nas mesmas tirinhas, leio que o Ministério Público Federal e o Conselho Nacional do Ministério Público assinaram um pacto contra a corrupção.
Procuro mas não vejo qualquer manifestação do STF ou de qualquer outro órgão do Poder Judiciário sobre este magnífico "Dia".
Procuro mais e encontro, na página da TRANSPARÊNCIA E CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO (http://www.cgu.gov.br/sobre/institucional/eventos/anos-anteriores/2016/dia-internacional-contra-a-corrupcao) que "O Dia Internacional Contra a Corrupção remete à data em que o Brasil e mais 101 países assinaram a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, em 2003, na cidade mexicana de Mérida" (quase escuto um "ay, caramba! arriba compadre!").
Ô sô do céu! Então, assinamos essa tal Convenção em 2003, passamos pelo mensalão, ingressamos na Lava Jato e adjacências, com tentáculos evoluindo por aí, e mais "filhotes independentes" que foram surgindo em vários lugares, sem nunca termos ouvido sequer falar em Dia Internacional de Combate à Corrupção!
No ambiente que me circunda, penso que toda essa falação no tal "Dia", em pacto contra a corrupção, em investigação de um caso novo, no ABC paulista, tudo isso pode ter vindo à guisa de "contra-informação" (apesar do silêncio do STF, até agora).
Faz-me lembrar um episódio, que memorizei, da novela "O Bem Amado", texto de Dias Gomes, que, segundo ouvi dizer, foi o homem da contra-informação do Partido Comunista: o Dirceu Borboleta volta-se para Odorico Paraguaçu - encarnado no impagável Paulo Gracindo - e diz: "Prefeito, o senhor precisa marcar uma data para inaugurar o cemitério.". Odorico pergunta: "Por que?". Dirceu: "O povo está falando que o senhor nunca vai inaugurar o cemitério.". Odorico: "E o que é que adianta marcar uma data?". Dirceu: "Pelo menos, é uma contra-informação.". Odorico, peremptório:

"Contra-informação é providenciamento urgente!".

Por falar em urgente, a quantas andam as denúncias levadas ao STF pela PGR, relativas à Lava Jato?

Imagem: Sindifisco Nacional.
http://www.sindifisco-rn.org.br/2014/12/09/e-hoje-dia-internacional-contra-a-corrupcao/

Postar um comentário