18 de abr de 2018

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - TIRONE POVÉR


"Mulher é que se enfeita como pode.
Enfeite de homem é bigode."





Armando Cavalcanti (esquerda) com Klécius Caldas


Klécius Caldas e Armando Cavalcanti em "Tirone Povér".







MetrossexualNOTA DO CADIKIM: o blogueiro lembrou-se dessa marchinha carnavalesca - um tempo que homem só usava camisa branca ou xadrez, azul clara era uma concessão; cabelo era bem aparadinho; e enfeite mesmo era só bigode - e observou que os tempos mudaram muito e que o homem moderno enfeita-se bastante, sem cerimônia. Quem cuida muito de sua aparência  é metrossexual - ambos os gêneros do bigodudo de tamancos, o português. Foi pesquisar e encontrou coisas interessantes. No caso de Tyrone Power, consta que era bissexual, segundo o sítio "biografiasgls - um espaço aberto para a diversidade (http://biografiasgls.blogspot.com.br/2018/02/o-gala-era-gay-parte-2-tyrone-power.html). Buscando mais, surgiu um sítio com músicas carnavalescas de vários carnavais e lá estava "Tirone Povér" gravada por Dyrcinha Batista para o carnaval de 1955 (http://cesargravier.zip.net/arch2013-08-11_2013-08-17.html).
Verifica o blogueiro que, apesar de grande abertura e sensíveis modificações no ambiente social, ainda correm preconceito acentuado e atitudes homofóbicas, envolvendo violência física, inclusive, em um tempo que se pretende seja civilizado. Não entende atitudes de ódio e violência por uma coisa que é pessoal e que só pertence a cada um - @ verdadeiro interessad@ (como se vê grafado por aí). Tanto preconceito que o blogueiro cuida que poderá ser considerado um defensor de gays e até como se estivesse aproveitando o blog para sair do armário.
Muito a melhorar, ainda.


Imagem dos Autores: PORTAL LUIZ NASSIF - CONSTRUINDO CONHECIMENTO.


Imagem metrossexual: Metrossexual.



Postar um comentário