25 de mar de 2015

NOVOS RUMOS, DISSE O EX-MINISTRO THOMAS TRAUMANN

Saiu de cena o Ministro-Chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República - Thomas Traumman. Ouvi estorinhas da trama: no ano passado, o Ministro, que estava no cargo desde janeiro de 2014, disse que não emplacaria 2015, porque sua família ficara no Rio de Janeiro e ele não se sentia confortável com o afastamento, de filhos inclusive. Mas emplacou. Falou-se que fora solicitado pela Presidente. Agora, surge na mídia uma notícia de ter sido vazado um documento interno do Ministério, referindo-se a "caos político" e a "comunicação errática" do governo.
Não se sabe o que há de verdade, ou de intrigas palacianas. Certo é que o Ministro apresentou pedido de demissão, aceito pela Presidente.
Ouvi, pela TV (GloboNews - essa Globo!), que o Ministro despediu-se citando Paulinho da Viola, em "Novos Rumos":


"Quero viver diferente
que a sorte da gente
é a gente que faz."

A primeira pergunta que me fiz: disse isto para ele mesmo, ou para a Presidente?
Depois, lembrei-me de que há muito faço ilações estranhas sobre a sonoridade de certos nomes de autoridades. Desde o Ministro César Cals (caos?). Assim com o Ministro demissionário - Thomas Traumman:
Terá pedido as contas porque o incomoda estar longe dos filhos? Então, a saída é Traummantizada. Se for isto, acho que dirigiu a si próprio a fala de Paulinho da Viola.
Ou terá pedido as contas por causa do vazamento de expressões que incomodam o governo? Então, a saída é Traummantizante. Acho que os versos são para ele mesmo não.


Foto: Fotos do Palácio do Planalto em Brasília.
http://www.brasiliafotos.com.br/foto-palacio-planalto.html