1 de jul de 2016

ATLÉTICO X BOTAFOGO: JOGO BOM DE SER VISTO, OITO GOLS, SEIS NO SEGUNDO TEMPO, TRÊS NOS ÚLTIMOS CINCO MINUTOS, UM NOS DESCONTOS

Assista aos gols da vitória por 5 a 3 do Atlético-MG sobre o BotafogoNão foi só a grande atuação de Cazares, quase um verdadeiro Erê aprontando diabruras no gramado. Foi muito mais importante: empenho dos dois times, com um segundo tempo muito bom, acabando empatados no período, três gols para cada lado. Isso até o final do jogo. Nem o Bota se acovardou, nem o Atlético se deu por satisfeito. Poucas faltas, nenhuma jogada ríspida, nem o mais breve estranhamento entre adversários, e, de reclamação de jogadores, observei apenas a indevida mas discreta reclamação de Leonardo Silva, quando o juiz apitou o pênalti claro cometido por Carlos César. Nem um cartão amarelo.
No comportamento coletivo, vimos Cazares, após seu primeiro gol, voltar-se para, apontando Fred, conferir-lhe o crédito na jogada - um passe de calcanhar, bola de meia altura; e vimos Robinho fazer o mesmo para Cazares, pelo passe limpo que este lhe endereçou, no segundo gol. Sem contar o colo que Fred ofereceu a Cazares, pelo passe no terceiro gol. No Botafogo, vimos uma comemoração recebida com alguma frieza, quando Bruno Silva, após marcar o terceiro do Bota, foi saudado por um companheiro, mas fez um gesto de desânimo, porque, afinal, o jogo estava no último minuto. Mas, claro, valeu o esforço!
São ou não ingredientes de um grande jogo, com um público numeroso aplaudindo?
Pode ser que seja coincidência, apenas, com o que repito algumas vezes aqui no cadikim: quando o futebol é o elemento mais importante, o resultado técnico, social, emocional,... É muito mais autêntico!

Foto: ESPN
http://espn.uol.com.br/time/atleticomineiro

Postar um comentário