2 de set de 2013

PENSAVA QUE JÁ TINHA VISTO NÃO TUDO, MAS, PELO MENOS MUITA COISA... PATOS DE MINAS É IMPAR!

Hoje, seis e meia da manhã, andando pela rua Major Gote com minha mulher, que voltava do plantão hospitalar, quando ia atravessar a rua assisti a um fato estranho - para mim, inimaginável.
Não foi possível conseguir foto
de acidente envolvendo duas bicicletas.
É coisa rara, mesmo.
Virei-me com um envolvendo
moto e bicicleta.
No geral, o trânsito em Patos de Minas não é pior, nem melhor do que em qualquer lugar: é diferente. Costumo dizer que estão em Patos de Minas os motoqueiros e ciclistas mais "machos" que já vi: avançam sinal olhando para trás.
Pois não é que, às seis e meia da matina, quase ninguém na rua - a pé ou de carro, moto, etc. - quando íamos atravessar, sinal favorável, ouvimos um barulho de choque, vindo da nossa esquerda. Surpresa: uma bicicleta bateu em outra, por trás. Como nenhum dos ciclistas denunciou danos materiais ou físicos, não foi chamada a perícia, o que me impede de saber as causas do acidente. A culpa pareceu-me indiscutível: o que bateu por trás.
Como estávamos em uma esquina com semáforos, e sabendo que ciclistas avançam sinal sem olhar para trás, meu caro Watson, concluí que o da frente achou de respeitar o sinal (coisa raríssima) e o que bateu por trás incorporara o ciclista "macho": ia avançando o sinal, olhando para trás. Quando deu por si, estava sobre a bicicleta da frente.
Não poderia deixar sem registro.

Foto: Baú do Araruna 1.
http://www.arquivos.araruna1.com/noticia/1457/noticia-no-bau-do-araruna1/
Postar um comentário