14 de set de 2013

REAL: NÃO ESTOU EM MARTE. ESTOU NO BRASIL, MINAS GERAIS, PATOS DE MINAS. O TRÂNSITO É CRUEL!

Eko-Stoplight-by-Damjan-Stankovic_1




Postei, dias atrás, uma viagem galáctica: por ter encontrado uma situação estranha no trânsito, em que um motociclista trafegava conforme o Código, pensei que estava em Marte (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2013/09/pensei-que-estava-em-marte.html). Dias antes, postara um fato para mim ainda não visto: um ciclista (estava mais para "bicicleteiro") atropelou, pela traseira, outro ciclista, em baixo de um semáforo (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2013/09/pensava-que-ja-tinha-visto-nao-tudo-mas.html).
Estava em Patos de Minas, antes daquela linda viagem. Passei, portanto, de uma situação irregular e acidentada para uma situação regular e tranquila.
Hoje, minha nave retornou. Senti, com tudo o que tenho para sentir, que não estou em Marte. Estou no Brasil, Minas Gerais, Patos de Minas. E vi que este é o trânsito que tenho, não aquele que me conduziu a Marte.
Pouco antes das sete da matina, parei em um semáforo, na Praça Antônio Dias. Quando abriu, avancei. Pela minha direita, uma pessoa avançou o sinal fechado para ela. Pensam que diminuiu a marcha, para dar preferência a quem tinha a passagem liberada pelo semáforo? Não! Continuou tranquilamente, sem dar a mínima bola à minha preferência. É claro que reduzi a velocidade, porque não importa quem tem a culpa em um acidente. Importa não haver acidente. O transgressor foi renitente. Logo adiante, ainda na mesma praça, convergiu à esquerda, avançando outro sinal fechado.
Os acidentes repetem-se, os cidadãos educados irritando-se, as vítimas continuam bradando por justiça, o SUS segue pagando despesas com tratamentos que vão de um simples curativo a fisioterapia por tempo longo, internações demoradas, incapacidade laboral temporária, aposentadorias, pensões...

Foto: Click! and Run
http://gsardinha.net/blog/