12 de jun de 2015

A NOITE ENTRANDO TRANQUILA PELA MINHA JANELA. LÁ FORA, MOSTRA-SE TENEBROSA.

Tranquila, com a minha estrela namoradeira esperando que eu chegasse. Tem o brilho um pouco obnubilado por atmosfera um pouquinho densa. No horizonte, a chegada da noite mostra-se tenebrosa, sombras em ambos os lados. Os últimos reflexos do sol dão aspecto de nostalgia, mas não de tristeza, muito menos de horror. O belo manifesta-se por variadas formas.





Postar um comentário