20 de jun de 2015

"PAGANO", ATÉ EU!

Certos nomes confundem, dando margem a interpretações as mais bizarras. Por exemplo: se algum dia tivesse sido Presidente da República, ou se vier a ser (hipótese tão nada provável como a de ter sido um dia qualquer), não escalaria como ministro, o Sr. César Cals, que foi Ministro de Minas e Energia, entre 1979 e 1985. Mero preconceito, porque, mesmo escrevendo-se "Cals", cuja pronúncia tende naturalmente para "caus" (sigla de Congresso Adventista de Universidades Seculares; de Counsil of Alberta University Students; e nomes próprios de algumas pessoas - foi o que encontrei) e, naturalmente, para "caos" (confusão, desordem), poderia dar origem a gozações as mais diversas, ou mesmo pressão opositora, conforme as circunstâncias. Nesse último parâmetro (caos), vi morar o perigo. Mas a gestão do sr. Ministro César Cals passou sem sobressaltos de apagões, cortes de energia, sobretaxas, sendo certo que meus preconceitos teriam sido totalmente infundados.
Por que esse papo furado todo?
Porque, em Ribeirão Preto, encontrei algumas placas anunciando imóveis, com a chamada "PAGANO IMOBILIÁRIA VENDE".
Ora bolas! "Pagano", até eu vendo, uai!