25 de mai de 2012

SERÁ O BENEDITO?

Segundo alguns folcloristas (ou seriam fofoqueiros?) das Geraes, a expressão surgiu quando estava em andamento a escolha de Benedito Valadares para ser Interventor - que preferiam chamar Presidente - do Estado de Minas Gerais. Palpitava-se muito e cogitava-se que o escolhido seria Benedito Valadares. Mas, como ainda havia uma ponta de dúvida, perguntava-se muito: "Será o Benedito?". A expressão ficou no vocabulário popular, tendo servido mesmo a alguém, descontente com uma situação, exclamar? Será o Benedito?
Acho que aquela "ponta de dúvida" não era tão pontinha, assim, não. Mesmo porque os mesmos fofoqueiros de plantão inventaram (mineirim não é mole, não!) que, no dia em que foi nomeado Interventor, Benedito Valadares chegou em casa e disse para a mulher que havia dado ele na cabeça. Ocupada com seus afazeres, provavelmente preocupada em não deixar queimarem os bolinhos, a nova primeira dama (que ainda desconhecia a importante posição) disse-lhe: "Benedito, eu já falei pra você parar de beber!". Invenção de mineiro, claro!
No dia 2 de maio último, em "PROMESSA É DÍVIDA!"  
(http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2012/05/promessa-e-divida.html), falei de um professor, no Colégio Estadual de BH, que afirmou ser intriga da oposição a referência à pouca cultura de Benedito Valadares que, como dito ali, era formado em odontologia e direito, além de ter militado nas lides jornalísticas. Dizia o nosso caro professor que Benedito era infeliz ao discursar. E contou alguns causos. Mais tarde, trabalhei com um tenente da PM, diamantinense - "conterrante" de JK, portanto - que acrescentou alguns outros causos. Como riqueza de folclore não se esconde, vamos lá:
Disse-me Tião Faria - o tenente de Diamantina - que Benedito, já no governo, prometera mandar um vagão de sal para Diamantina (a distribuição de sal não era nada fácil). Quando senão quando (falavam bonito!) chegou à cidade um vagão de cal. Foram reclamar e Benedito justificou-se: "esqueci de cedilhar o 'c'.". Do professor no Estadual, lembro-me de duas que dele ouvi. Era um Dia da Árvore, com evento escolar de plantação de mudinhas, o Presidente do Estado participando. Do discurso: "Esta árvore que estamos plantando hoje, dentro de cinco anos será uma árvore secular!". Em outra oportunidade. enaltecendo os atributos de uma cidade mineira: "Esta cidade onde o café abunda! onde o milho abunda! onde a cana abunda, onde a pita abunda! não, onde abunda a pita!...".
Tudo folclore, intriga da oposição! Vê lá se minerim vai escorregar no tomate dessjeito?

Foto cana: Grupo Itambé (http://www.portalitambe.com.br/DicaNoticia.aspx?id_portal=1&id_tipoconteudo=3&id_conteudo=345).
Foto café: Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Cafeeiro).
Foto pita: Canto Verde (http://www.cantoverde.org/150plantas/p.html).
OBS.: Limitei-me a fotos de plantas, porque este blog não é para adultos.
Postar um comentário