26 de jun de 2012

NOSSA CAPACIDADE DE ACREDITAR

Não sei se é bom ou mau. Penso que um dos fatores da nossa insegurança é, exatamente, a nossa grande capacidade de ouvir mentiras e acreditar nelas. A publicidade fatura alto com isto. Vejamos os bancos. Todos estão anunciando que "baixaram os juros". Tem um, então, que diz, por boca de um belo garoto-propaganda, que foi "bom para todos". Outro diz que agora você pode comprar um montão de coisas, porque os juros baixaram. Mostra uma mocinha feliz, dizendo que tirou um empréstimo de 2.000 e que vai pagar pouco mais de 85 por mês, 36 meses. Diz que ia pagar 118,70. Economia de mais de 1.000 reais! Uai! Se podia, e se é bom para todos, por que não fizeram antes? Pagando 36 x 118,70, dá 4.372,20, mais do dobro do que foi emprestado.  Era demais, não? Mas foi preciso que o governo levasse os bancos a juros menos altos. Não foram os bancos, como estão espalhando pela mídia. Mas ainda não está lindo, não! Trinta e seis prestações de 85,00 vão dar em 3.060 reais, por um empréstimo de 2.000. Diferença de 1.060. Mais da metade. Será que não tem jeito de ficar um pouquinho melhor "para todos"?
Nossa capacidade de acreditar é enorme"


Imagens:
Buscando emprestado: Pádua Campos.
http://paduacampos.com.br/2012/2012/06/15/ja-podem-sacar/dinheiro-2/
Levando para pagar: FRPromotora
http://frpromotora.com/pagina.php?pag=extra44
Postar um comentário