27 de jan de 2013

CHICO BUARQUE - JUCA





Penso que cada obra do Chico Buarque tem um padrão mínimo de qualidade. Só ali, ou dali para cima. Esse mínimo está em patamar muito alto. É um dos cracaços da música brasileira de todos os tempos. Vão aí só o princípio e o fim de uma letra que tem espaço garantido na fina flor da malandragem: Juca.




"Juca foi autuado em flagrante como meliante
pois sambava bem diante da janela de Maria.
........................................................................
O delegado é bamba na delegacia
mas nunca fez samba, nunca viu Maria."
 
 
Obs.: Havia inserido aqui uma imagem do Malandrinho da Lapa, que encontrei no Blog dos Malandros e Malandras (http://malandrosemalandras.blogspot.com.br/). Foi fácil copiá-la nas imagens da google. Entrei no blog para obter dados para o crédito respectivo e verifiquei que, no blog, não é possível copiar qualquer imagem, com observação de "Todos os direitos reservados". Removi a imagem daqui e peço desculpas. O blog interessou-me muito, porque gosto de conhecer coisas da Umbanda e ali há muita informação, é o tema do blog.
Buscando mais, encontrei Rô Fonseca, cronista, poeta e compositor. São dois blogs para eu viajar.

Imagem: Jogo de Mandinga - Cultura do Capoeira.
http://www.jogodemandinga.com/?p=548



 
 
 


Postar um comentário