15 de mai de 2015

DISCIPLINA EM FUTEBOL: SÓ A TORCIDA?

Solim Travel La Bombonera
La Bombonera
No último dia 14, comentei aquilo que considero irregularidade (parece que a regra diz que é), no jogo Internacional x Atlético Mineiro (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2015/05/vencer-sem-perigo-e-triunfar-sem-gloria.html): os jogadores do Inter abusaram da oportunidade de retardar a partida, sem que o árbitro tomasse qualquer providência. Felizmente, não vi jogador do Atlético avançar contra jogador do Inter que chutava a bola para longe do lugar da falta, ou outros estratagemas retardadoras. Não assisti a qualquer ato ou intenção de violência. Limitaram-se a correr a pegar a bola (que era do adversário) e colocá-la no devido lugar, para que pudesse ser reposta em jogo. A torcida do Galo presente manteve-se só nas manifestações de incentivo a seu time.
Ontem, no estádio de La Bombonera, jogavam o Boca Junior s(dono do mando de campo) e o River Plate, pela Libertadores.
O jogo estava pesado. Em um dos lances, quando o árbitro, cartão amarelo em punho, mandava "apartar-se" um jogador faltoso do Boca, vieram outros a parlamentar. O juiz não se intimidou e aplicou o cartão. Ato contínuo, um outro jogador do Boca, que até poderia ser o capitão, e colocou o braço sobre o ombro do árbitro, em atitude que, de longe poderia parecer amistosa, mas com o atleta "conduzindo" o árbitro e parlamentando. O juiz, imediatamente, livrou-se do "abraço" e postou-se à frente do atleta, mostrando, claramente, que a "intimidade" não era bem vinda. De fato, o jogador desrespeitou o árbitro. Mas não recebeu cartão amarelo por isto.
Lendo sobre o episódios graves na competição, encontro um outro evento, em 2008, em que alguém da torcida do Boca (jogava contra o Cruzeiro) atingiu o auxiliar do árbitro. Resultado: trinta mil dólares de multa para o Boca. Nem se fala em perda de pontos.
Ontem, a agressão de torcedor do Boca foi contra atletas do time adversário, com uso de gás de pimenta.
Penso que tanto a indisciplina da torcida pode contaminar os ânimos dos jogadores, como os ânimos dos jogadores podem contaminar a disciplina da torcida.´
Penso, também, que devo estar falando bobagem e sendo ingênuo por tratar deste assunto, porque não vi, pela imprensa, qualquer imputação à Conmebol, nem à obrigação de clubes e atletas pautarem suas condutas conforme as regras do futebol, que somente assim poderá ser chamado futebol.


Foto: solimtravel.
http://solimtravel.com/blog/?p=53