17 de mai de 2015

INCOERÊNCIAS NA PUNIÇÃO DO BOCA? PODERIA TER FICADO COERENTE, COM EFICÁCIA?

Não carecem de explicação os motivos da punição aplicada ao Boca Juniors.
Cadikim dá pitaco e analisa a punição e as consequências.
Resumo da punição, conforme nota oficial da CONMEBOL, que decidiu:
1. Desqualificar o Boca da Copa Bridgestone Libertadores 2015, sem exclusão de futuras competições.
2. Impor sanção ao Boca, de jogar suas próximas quatro partidas locais, em competições oficiais, com puertas cerradas.
3. Proibir o Boca de vender entradas a seus aficionados para os próximos quatro jogos, que dispute como visitante, em jogos oficiais organizados pela CONMEBOL, punição que se estende aos adversários nesses mesmos jogos.
4. Impor ao Boca multa de 200.000 dólares estadunidenses, valor que será debitado na conta que o clube tiver a receber (direito de televisão ou patrocínio).
5. Advertência expressa de que se resguarde de reincidência, caso em que poderá ser aplicado o disposto no art. 43 do Regimento Disciplinar, e das consequências que do mesmo puderem resultar.
Primeiro que tudo, penso que o Clube não deve ser punido por intemperança de seus torcedores. É balela dizer que a segurança estava deficiente. Temos exemplos de estardalhaços maiores, com segurança eficiente e tudo.
Mas então o Boca ficaria na Libertadores em 2015? Penso que não! Jogo paralisado, empate de zero a zero, vitoria anterior do River, a solução adequada seria dar o jogo por concluído, com a natural desclassificação do Boca, não como punição, mas como consequência dos resultados.
Da forma como ficou, a torcida do Boca só ficará punida por quatro partidas com portões fechados. De carona, o Boca recebe nova punição financeira.
Quanto a quatro jogos fora de casa, os adversários - que nada fizeram - não poderão vender ingressos aos torcedores do Boca, resultando prejuízo injustificado. Pior: como cumprir a punição imposta? Torcedor do Boca tem cara própria? Não. Pode comprar ingresso através de terceiro (cambista ou não)? Pode. Afinal, também à CONMEBOL apetece faturar.
Acho que a CONMEBOL está fingindo que pune, ficando bem com setores esportivos e imprensa, faturando duzentos mil dólares, em paz consigo mesma, mas deixando espaços para a presença de torcedores do Boca, ainda que disfarçadamente, nos próximos jogos de que participar, faturamento garantido.
Neste caso, poderia ser conveniente fazer realizar, por uns dois ou três anos todas as partidas do Boca, que serão poucas, em lugares bem distantes de Buenos Aires, de modo a criar alguma dificuldade ao comparecimento dos torcedores do clube.
Mesmo assim, não garante total eficácia.
Penso que a Libertadores seguirá com os mesmos vícios, de impropriedade e violência.


Imagem: Jornalheiros.
http://jornalheiros.blogspot.com.br/2015/05/river-plate-x-boca-juniors-transmissao-ao-vivo-07-05-2015-copa-libertadores.html