15 de abr de 2015

CONSUMIDORES RECLAMAM LANÇAMENTOS EM CONTA, DE LIGAÇÕES PARA CUBA, QUE NÃO FIZERAM.

A conta de Luzia aparece com dez ligações feitas para Cuba nos dia 13 e 14 de março (Foto: Reprodução/ EPTV)Acordei, hoje, com essa notícia. Várias pessoas sentindo-se injuriadas. O fornecedor de serviços telefônicos cobrava ligações para Cuba e os consumidores dizem que não fizeram. Alguém falou em clonagem. Imaginei, imediatamente, a tal "teoria da conspiração": será que alguém quer indicar que cubanos, residentes no Brasil, estão clonando telefones brasileiros, e ligando para Cuba? Será que é verdade que o Brasil está cheio de espiões cubanos e que estes estarão prestando contas de seu trabalho a Raul Castro, por telefone, sem gastar um centavo?
Só bobagem, claro! Nada disto!
Já enfrentei uma cobrança absurda e a prestadora do serviço não concordava em retirar a chamada. Tive de recorrer à Justiça. Ganhei a causa mas tive de penar por alguns anos, incluindo abuso da prestadora, durante o processo.
Penso que a penalização de fornecedores tem sido muito branda, o que estimula novos descontroles.
Uma pessoa diz-se cliente da GVT, e recebeu cobrança na rubrica "Outras Prestadoras", com a descrição "Prestadora Brasil Telecom (103 14)". Reclamou e teve a cobrança retirada pelo atendente, que, "no entanto, comentou que a Oi irá entrar em contato para questionar o não pagamento" (http://www.reclameaqui.com.br/10189549/oi-movel-fixo-internet-tv/cobranca-indevida-ddi/). Não entendi que relacionamento possa haver entre a GVT, Brasil Telecom e a Oi.
Outra pessoa, cliente da SERCOMTEL, recebeu cobrança da Oi, também de ligação para Cuba, que disse não ter feito. Disse que nunca utilizou o serviço da Oi, sequer para ligação interurbana (http://www.reclameaqui.com.br/10320424/oi-movel-fixo-internet-tv/cobranca-indevida-chamada-inexistente-para-cuba/). Em ambos os casos, a Oi aparece em reclamações de clientes de outras operadoras. Essa segunda pessoa que reclamou está com direcionamento mais sério: "Amanhã irei procurar o PROCON da minha cidade bem como a delegacia de polícia para as providências necessárias". Finalmente, vi alguém reclamando também da Telefônica Vivo (http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2015/04/moradores-de-ribeirao-reclamam-de-cobranca-indevida-em-conta-telefonica.html), em Ribeirão Preto-SP. A mesma leréia: ligações para Cuba, que os usuários dizem nunca terem sido feitas.
Ora direis: mas isso são casos fortuitos! Nada disto! Segundo a Exame.com (http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/as-20-empresas-mais-reclamadas-no-procon-sp-de-2014), está com o Grupo Vivo/Telefônica a liderança no ranking de reclamações junto aos Procons que integram o Sistema Estadual de Defesa do Consumidor de São Paulo (http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/as-20-empresas-mais-reclamadas-no-procon-sp-de-2014). Transitam por perto a Claro, a Embratel e a Net.
Sabemos que os consumidores sentem na carne esse descontrole de fornecedores de telefonia (descontrole que acho inadmissível, tendo em vista que essas empresas trabalham com recursos tecnológicos de alta categoria).
O que é pior: as pessoas dizem ter recorrido à Central de Atendimento das prestadoras, sem encaminhamento, sequer. Esse capítulo eu conheci bem, quando precisei recorrer a uma: a atendente tem campo muito limitado de decisão e só diz o que o patrão mandou dizer. Não resolve mesmo.
Penso que um órgão representativo - representativo mesmo - de consumidores poderia buscar melhorar o reconhecimento e a observância de leis que regem o Direito do Consumidor. Para os fornecedores que chamo de "fornecedores de massa" (bancos, telefônicas, empresas de eletricidade...), está muito cômodo.
Por isto é que, quando entro em algum estabelecimento e vejo um cartaz "Aqui tem um Código de Defesa do Consumidor à disposição do cliente", pergunto-me, sempre:
Mas não deveria ser à disposição do dono do estabelecimento, que é quem deveria entender mais da matéria, para poder cumpri-la?


Imagem: G1.
http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2015/04/moradores-de-ribeirao-reclamam-de-cobranca-indevida-em-conta-telefonica.html

Postar um comentário