30 de jul de 2012

EXPERIENCIA POÉTICA - POR QUE AS AMARELAS?



Por que tivera eu de escolher as amarelas,
Entre tantos matizes, muitos deles raros,
Senão para, em meus passos, me encontrar com elas,
Evocar momentos que me foram caros?


              Tivesse eu escolhido uma outra cor qualquer,
              a que não habitasse tanto em meus caminhos,
              e não teria sua lembrança a revolver
              de minha mais profunda intimidade os escaninhos.


Enquanto apenas as lembranças de um passado,
evocações fugazes de jardins e matos,
era-me bem mais fácil contemplar ipês.

As flores amarelas trazem-me você
vibrante de ternura e de desejo, inequívocos atos
de amor incontestável, ventos bons, meu fado.

Postar um comentário