27 de jul de 2012

O VELHO E BOM MILLÔR FERNANDES - A BÍBLIA DO CAOS





Millôr Fernandes todo mundo sabe quem é (tô falando besteira porque sei que, para muita gente, é mais distante do que caviar: nunca viu, nem comeu, nem escutou falar). Millôr costumava ilustrar seus textos ou elaborar comunicações lítero-visuais.
O cadikim passa a publicar alguns textos de Millôr, que integram "A BÍBLIA DO CAOS: O NOVO EVANGELHO"
(http://www2.uol.com.br/millor/aberto/biblia/001.htm). O autor (do blog, óbvio) pensa que quem não conhece vai gostar; e quem conhece vai "regostar". Então, vamos (sem qualquer conotação político-partidária, que não é a praia do blog):

ESTÁ LÁ NA BÍBLIA DO CAOS: O NOVO EVANGELHO:

XIV.
"Lulinha, que é isso, garotão? Que má-criação! Sua mãe não lhe ensinou que não se trata assim os mais velhos? Nem os menos velhos? Olha, minha nona sempre me dizia: 'Millôrzinho, nunca se deve xingar uma pessoa por condição humana da qual ela não tem culpa; 'Velho! Capenga! Caolho!' Você só deve xingar por vícios ou defeitos adquiridos: 'Cachaceiro! Mentiroso! Prefeito! Presidente!'. Sábia dona Conceta di Napoli!
E, sobretudo, também não fique irritado com alguém agir em causa própria, guri. É caracerística humana. Nem todo mundo pode ser como você, e todo esse pessoal em volta, que só age em causas impróprias."

NOTA: 1. O texto em vermelho (também sem qualquer conotação política, homenageia a obra "O Livro Vermelho dos Pensamentos de Millôr"). 2. Nem político-partidário, nem pessoal. Os grandes artistas de verdade são impessoais e atemporais. O texto acima pode ser aplicado a muitas pessoas, em muitos tempos lugares, desde Adão até Deus sabe quem, per omnia saecula saeculorum. Amém!

Charge: Meu Palco (na imagem do google está "millôr.jpg").