27 de jul de 2012

QUADRINHA: SINO, CORAÇÃO DA ALDEIA.



Sino, coração da aldeia,
coração, sino da gente.  
Um a sentir quando bate,  
outro a bater quando sente. 




Foto - Colina da Aparição, Fazenda Figueira, Carmo da Cachoeira-MG, 26 de abril de 2012: Zip, Zapt... Zoom!
http://ziptzaptzoom.blogspot.com.br/2012_05_01_archive.html

21/02/2013
Fui pesquisar sobre a autoria dessa quadra. Minha mãe foi quem me ensinou. Mas ignorava autoria.
Encontrei em lopesdareaosa (http://lopesdareosa.blogspot.com.br/2012/01/o-sino-que-chora.html). Está lá que os versos foram feitos por António Correia de Oliveira (assim mesmo, lusitano). Fui no encalço desse último e encontrei Falando de Trova - http://falandodetrova.com.br/correiadeoliveira, com mais de uma trovinha de autoria do António, que, segundo o sítio, nasceu em 30 de julho de 1879, em São Pedro do Sul / Portugal. Um dos mais importantes poetas portugueses que, na trova, foi a referência do mestre Orlando Brito. Faleceu em Esposende / Portugal, em 20/12/1960.

Postar um comentário