30 de mai de 2014

DIÁRIO DE UMA POMBINHA - EDIÇÃO DA NOITE

Querido diário,


O filhotinho fujão voltou. Em uma das passagens pelo ninho, dei com ele e o irmãozinho em cima do muro. Pousei ali e fiz uma reunião, para dar dura neles. Estão pensando o que? Que eu sou de ferro? Eu tenho sentimento, viram? - falei-lhes.



Vantagem, querido diário, é que são muito amigos, estão sempre juntos. Só de vez em quando um desgarra, mas logo, logo, estão perto um do outro, ou bem juntinhos.
Só que voltei a assustar-me, no início da noite. Não voltaram ao ninho. Será que irão dormir fora de casa? Será que já dão conta de dormir sobre um galho, será que terão força nos pezinhos, para ficarem bem
agarrados, mesmo dormindo? Tudo isto me preocupa, mas tenho de enfrentar a situação e confiar neles. Espero que a união dos dois os proteja a ambos. Amanhã cedo ficarei sabendo: tchan tchan tchan tchan! Boa noite, meu diário.


Postar um comentário