14 de fev de 2013

RECONHECIMENTO

PENSAM QUE EU IRIA PROCURAR UM CHATO PARA ILUSTRAR?
MAIOR CHATICE! MELHOR UMA FLOR BONITA.



Dois amigos moravam perto e trabalhavam juntos. Todos os dias, deslocavam-se no mesmo ônibus, na ida e na volta ao trabalho. Numa tarde, um deles disse que não iria direto para casa, pois precisava resolver uma coisinha. Tinha de tomar outro ônibus. Ao correr para alcançá-lo, caiu-lhe do bolso a carteira de identidade. Ainda da porta do ônibus, gritou ao amigo que pegasse a carteira e levasse para ele. Foi-se. O outro iniciou a caminhada para alcançar o documento. Um sujeito já se havia aproximado, pegado a carteira e colocado no bolso. O amigo virou-se para o estranho e disse-lhe que aquele documento tinha sido deixado cair, por seu amigo, que pedira que o levasse para ele. Explicou que moravam perto e trabalhavam juntos. O outro, muito sério, perguntou:
- Como se chama seu amigo?
- Flaudemílio, respondeu o amigo.
O estranho tirou o documento do bolso, olhou-o atentamente e perguntou:
- Flaudemílio de quê?
O amigo não se conteve: deu um safanão no chato, tomou-lhe a carteira e disse:
- Não enche, cara! Quem acerta Flaudemílio precisa acertar mais alguma coisa?

Colhida em crônica de Stanislaw Ponte Preta.



Foto: Samuel Rolo.
http://samuelrolo.blogspot.com.br/2009/03/flor-de-lis-todas-as-ruas-do-amor.html