27 de jul de 2014

CASAMENTO COLETIVO NO MANÉ GARRINCHA COM ARQUIBANCADAS VAZIAS. PODE SER QUE ALGUÉM ACHE LEGAL.

Foto no Blog do NOBLAT (link no texto).
Do jeito que foi, não achei bacana. Duzentos casais, a caráter, para um casamento coletivo. Entraram no gramado para um estádio absolutamente vazio. Foi o que vi, pela televisão, e não gostei do que vi. Fui pesquisar. Segundo o "em tempo" (http://www.emtempo.com.br/apos-ressaca-da-copa-mane-garrincha-abre-as-portas-para-casamento-coletivo/), o evento faz parte de um projeto do Distrito Federal para casais de baixa renda - o "Alma Gêma", para realização de casamentos civis em pontos turísticos de Brasília. No Blog do NOBLAT (http://oglobo.globo.com/pais/noblat/Default.asp?a=111&cod_blog=129&ch=n&palavra=&pagAtual=2%20&periodo=201407) encontrei opinião diferente da minha, vinda do Secretário Extraordinário da Copa: "É muito bonito que no pós-Copa as primeiras pessoas a pisar nesse gramado sejam noivas. Então vai dar muita sorte. Vamos começar em breve as rodadas de futebol". Contar com a sorte é um dos maiores baratos do brasileiro.
Participando de um projeto do governo do Distrito Federal para casais de baixa renda --o "Alma Gêmea", que realiza casamentos civis em pontos turísticos de Brasília--, as noivas tiraram fotos no centro do gramado do estádio. - foto: Folhapress
Foto: emtempo (link no texto).
Podem dizer o que quiserem de mim, mas não comungo. O casamento foi realizado em outra área do estádio, nada a ver com o campo de futebol, tudo muito bem arranjado. Não chegou a me convencer que a tal "arena multiuso" já começou a ser utilizada. Tinham nada a fazer ali dentro, a não ser desfilar para arquibancadas vazias. Nem discuto o tal casamento coletivo. Se os noivos e as noivas gostam, seria grosseiro discutir suas vontades. Mas não me esqueço de que, como está no "emtempo", esse estádio custou quase um bilhão e meio, para sete partidas da copa do mundo, com promessas de que, depois da competição, teria multiutilidade. Começar com um casamento terá sido mesmo uma grande ideia? O mesmo Secretário Extraordinário da Copa disse que sim.